Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/5296
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorDal' Bó, Patrick Francisco Führ-
dc.contributor.authorGomes, João Marcos Pereira-
dc.date.accessioned2018-10-08T14:47:18Z-
dc.date.available2018-10-10T03:00:17Z-
dc.date.issued2017-03-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/5296-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectCalcretes laminarespt_BR
dc.subjectPaleossolospt_BR
dc.subjectFormação Maríliapt_BR
dc.titleGênese de Calcretos laminares na fomação Marília ( Neocretáceo da bacia Bauru)pt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/3162440187077806pt_BR
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/6282652368789680pt_BR
dc.contributor.referee1Medeiros, Murilo-
dc.contributor.referee2Favoreto, Julia-
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/2251718167918934pt_BR
dc.description.resumoCalcretes são definidos como acumulações continentais de carbonato de cálcio que ocorrem próximas à superfície, e possuem texturas e morfologias diversas, desde pulverulenta, nodular, laminar e maciço. Este estudo tem como objetivo identificar e interpretar e os possíveis mecanismos de formação de calcretes laminares na Formação Marília, na região de Uberaba, no estado de Minas Gerais. Foram coletadas onze amostras, que ocorrem em horizontes de paleossolos e arenitos fluviais dos membros Ponte Alta e Serra da Galga, para preparação de seções polidas e lâminas delgadas. Dois tipos de calcretes laminares foram identificados no estudo, classificados como biogênicos e abiogênicos, de acordo com os constituintes primários e texturas associadas. As texturas formadas pelos processos biogênicos são feições alveolares e microcodium. Em relação às texturas formadas a partir dos processos abiogênicos são relacionadas à substituição de grãos siliciclásticos, texturas do tipo grãos flutuantes e franjas carbonáticas ao redor de grãos. Os calcretes abiogênicos foram identificados no Membro Ponte Alta, intercalados com arenitos fluviais, sendo constituídos por vênulas sub-horizontais de calcita espática orientadas em diferentes direções. A sua formação está, provavelmente, ligada a processos diagenéticos vadosos e freáticos. Os calcretes biogênicos ocorrem no Membro Serra da Galga em perfis de paleossolos geralmente associados a horizontes superficiais com alta densidade radicular associada. A formação dos calcretes biogênicos estaria ligada diretamente a calcificação de raízes em conjunto com as condições do ambiente em que se desenvolveram.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Geociênciaspt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIApt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Geologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
GOMES, J.M.pdf6.06 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.