Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/5333
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: Condicionantes geológicos da configuração do relevo na Depressão dos rios Pomba e Muriaé (MG/RJ)
Autor(es)/Inventor(es): Baiense, Mellisa Combas
Orientador: Mello, Claudio Limeira
Coorientador: Silva, Thiago Pinto da
Resumo: O presente trabalho teve como objetivo analisar a compartimentação geomorfológica da região da Depressão dos rios Pomba e Muriaé (RJ/MG), que constitui uma área deprimida com geometria romboédrica, segmentada por alinhamentos topográficos de orientação NE-SW e, também, WNW-ESE. Localiza-se no médio-baixo vale do rio Paraíba do Sul, tendo como limite, a norte, a serra da Mantiqueira e, a sul, a Serra do Mar. Está inserida no contexto do Sistema de Riftes Cenozoicos do Sudeste do Brasil, mais precisamente abrangendo a porção norte/nordeste do Rifte do Paraíba do Sul. Apesar de a sua evolução geomorfológica estar associada à dissecação promovida pelas bacias de drenagem dos rios Pomba e Muriaé, estudos recentes revelaram a existência de importantes estruturas rúpteis afetando a cobertura cenozoica existente na área e a ocorrência de marcantes limites lineares no relevo, sugerindo condicionante tectônico em sua configuração. A metodologia utilizada compreendeu, inicialmente, a realização de uma compartimentação geomorfológica, utilizando para isso a análise hipsométrica e de perfis de varredura. Os compartimentos foram caracterizados com relação à altimetria, limites físicos, principais drenagens e geologia, destacando a correlação entre seus limites e das unidades geológicas principais, indicando importante controle litoestrutural, havendo, porém, incompatibilidades significativas. Foi realizada uma análise de lineamentos estruturais a fim de determinar o padrão de frequência e distribuição espacial dos mesmos, e possíveis relações com o arcabouço geológico e/ou novas estruturas. Esta análise demonstrou a predominância de lineamentos NE-SW, fortemente influenciados por descontinuidades do embasamento, e de lineamentos NWSE, constituindo possivelmente estruturas neoformadas durante a evolução mesozoicacenozoica. Por fim, foi realizada uma análise estrutural de fraturas afetando o embasamento alterado e a cobertura sedimentar cenozoica, permitindo a obtenção de campos de paleotensão compatíveis com aqueles de eventos neotectônicos descritos para diversas regiões do Sudeste do Brasil. Tais resultados reforçam a hipótese da influência tectônica na evolução mesozoica-cenozoica da área investigada.
Palavras-chave: Rios Pomba e Muriaé
Análise da compartimentação geomorfológica
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA
Departamento: Instituto de Geociências
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: Dez-2011
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/5333
Aparece nas coleções:Geologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
BAIENSE, M.C.pdf4,49 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.