Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/5424
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: Modelo conceitual hidrogeológico na avaliação de contaminação por hidrocarbonetos de petróleo em área no sul da Bahia
Autor(es)/Inventor(es): Pasta, Mariana La
Orientador: Silva Júnior, Gerson Cardoso da
Coorientador: Eger, Glauco Zely da Silva
Resumo: A área de estudo consiste em um posto de revenda de combustíveis localizado em área urbana de ocupação mista (moradias, comércio e serviços) no litoral Sul da Bahia. Em 2002, quase 20 anos após o início de suas atividades, foi registrada a presença de hidrocarbonetos de petróleo no subsolo local. Desde então, a área sofreu diversos processos de intervenção para remediação do problema e vem sendo monitorada. O posto encontra-se inserido no Grupo Barreiras, constituído por sedimentos de origem fluvial e flúvio-costeira (areias quartzosas finas a grossas e areias argilosas intercaladas com camadas de argila). Estes materiais podem estar afetados por falhas, fraturas e heterogeneidades que podem condicionar o fluxo e hidrogeologia locais. Este trabalho tem como objetivo elaborar um modelo conceitual hidrogeológico da área de estudo a fim de melhorar o entendimento dos processos que nela ocorrem. Para sua elaboração, realizaram-se duas campanhas de campo para verificação de parâmetros físico-químicos e instalação e retirada de transdutores de pressão (diver), com a finalidade de monitorar as variações do nível d’água. Além disso, utilizaram-se os dados obtidos em investigações ambientais realizadas por diversas empresas para elaborar um modelo conceitual hidrogeológico da área. Os resultados indicam a presença de um sistema aquífero local multicamadas, livre a semiconfinado, com ao menos duas camadas aquíferas, com comportamentos distintos: uma mais rasa com características de aquífero livre; e outra mais profunda, de caráter semiconfinado a confinado. Fica evidente a presença de níveis suspensos mais rasos em algumas porções do aquífero. A área de estudo possui ao menos dois aquíferos que se comportam de maneiras distintas, ambos afetados por falhas que interferem no fluxo de água subterrânea e de contaminantes na região. Apesar dos avanços conceituais, os estudos realizados ainda não fornecem um parecer definitivo sobre a geologia da área de estudo, portanto, recomenda-se a aplicação de novos métodos de investigação como, por exemplo, ferramentas geofísicas (eletrorresistividade ou sísmica rasa).
Palavras-chave: Hidrogeologia
Geologia da engenharia
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA
Departamento: Instituto de Geociências
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: 2016
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/5424
Aparece nas coleções:Geologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
LA PASTA, M.pdf2,62 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.