Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/542
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorHasenclever, Lia-
dc.contributor.authorSilva, Isabela Barbosa de Melo-
dc.date.accessioned2016-06-23T02:34:50Z-
dc.date.available2016-06-24T03:00:12Z-
dc.date.issued2013-11-13-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/542-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectIndústria farmacêuticapt_BR
dc.subjectRegulaçãopt_BR
dc.subjectMercado de medicamentospt_BR
dc.subjectEconomia brasileirapt_BR
dc.titleO mercado de medicamentos brasileiro a partir da década de 1990: os marcos regulatórios e os impactos na dinâmica competitivapt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteslattes.cnpq.br/1501388573142596pt_BR
dc.description.resumoA década de 1990 no Brasil foi marcada por grandes transformações institucionais e pela abertura comercial e financeira, que sem dúvidas afetaram o desenvolvimento das mais diversas indústrias nacionais. A presente monografia tem como objetivo analisar as transformações que os marcos regulatórios da década de 1990 desencadearam na dinâmica competitiva das indústrias farmacêuticas brasileiras. É abordado o desempenho do mercado farmacêutico, principalmente pós década de 1990, por meio da estrutura e conduta desse segmento no Brasil, utilizando-se o modelo Estrutura-Conduta-Desempenho (E-C-D). Para isso, é inicialmente apresentada a fundamentação teórica da regulação dos mercados assim como as leis e medidas estatais da década de 1990, onde são descritas as funções de cada uma das medias. Além disso, é apresentada uma visão geral dos reflexos da economia brasileira na indústria farmacêutica, os problemas macroeconômicos enfrentados e alguns até superados na referida década. Por fim, são analisados os impactos da introdução dos genéricos na dinâmica competitiva do mercado de medicamentos. Constata-se, contudo, que tais medidas regulatórias da década de 1990 desencadearam em uma série de efeitos positivos para a indústria farmacêutica, que na sua totalidade ultrapassam os desafios que essas políticas deixaram para a economia farmacêutica brasileira. Como desafios cruciais que ainda permanecem devemos ressaltar, todavia, um maior atingimento da população de baixa renda e a capacidade de internalizar a tecnologia no país.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Economiapt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIApt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Ciências Econômicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Monografia - ISABELA BARBOSA - VERSÃO FINAL.pdf1.3 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.