Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/5513
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorOliveira , Fabrício Leal de-
dc.contributor.authorAniceto, Paulo Victor Santos-
dc.date.accessioned2018-10-30T15:13:37Z-
dc.date.available2018-11-01T03:00:15Z-
dc.date.issued2013-05-28-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/5513-
dc.description.abstractThis study aims to analyze the process of reframing experienced by groups of recyclable material collectors, as well as to characterize the main public policies aimed at inclusion of this category of workers, which in 2002 had entered his office in the Register of Occupations of the Brazilian Ministry of Labor and Employment (MTE). This process represents a victory for the movement of recyclable material collectors, which seeks gradually move away from the stigma associated with garbage and build a new identity as "environmental agents". Investigates to what extent this reframing, the result of the political organization of recyclable material collectors, has contributed to their representation in the state sphere reflecting the construction of specific public policies for the category. It is considered that, through a strategy of environmentalization the speech itself, the collectors won an important sphere of political representation. However, it may question also the risks associated with such a strategy, in that the speech adopted by the motion can combine to a utilitarian rationality about the environment.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectCatadores de materiais recicláveispt_BR
dc.subjectPolíticas públicaspt_BR
dc.subjectResíduos sólidospt_BR
dc.subjectRessignificaçãopt_BR
dc.titleO lugar do catador nas políticas públicas de gestão de resíduos sólidospt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de especializaçãopt_BR
dc.description.resumoO presente trabalho tem por objetivo analisar o processo de ressignificação vivenciado por grupos de catadores de materiais recicláveis, bem como caracterizar as principais políticas públicas dirigidas à inclusão desta categoria de trabalhadores, que em 2002 teve seu ofício inserido no Cadastro Brasileiro de Ocupações do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Tal processo representa uma conquista para o movimento dos catadores, que gradualmente busca afastar-se do estigma associado ao lixo e construir uma nova identidade como “agentes ambientais”. Investiga-se em que medida esta ressignificação, fruto da organização política dos catadores, tem contribuído para sua representação na esfera estatal refletindo na construção de políticas públicas específicas para a categoria. Considera-se que, através de uma estratégia de ambientalização do próprio discurso, os catadores conquistaram um importante espaço de representação política. No entanto, questiona-se também os riscos inerentes a tal estratégia, na medida em que o discurso adotado pelo movimento pode aliar-se a uma racionalidade utilitarista sobre o meio ambiente.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regionalpt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Planejamento Urbano e Regionalpt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADASpt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Política e Planejamento Urbano

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PVSAniceto-min.pdf130.36 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.