Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/5540
Tipo: Trabalho de conclusão de especialização
Título: Obsessivo desejo de ordem a serviço de uma nova fuga para frente no Rio de Janeiro: uma discussão sobre a UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) e os ecolimites
Autor(es)/Inventor(es): Camargo, Jean Carlos Gomes
Orientador: Lago, Luciana Corrêa do
Coorientador: Ribeiro, Luiz Cezar de Queiroz
Resumo: Há, no Rio de Janeiro, um processo em curso que visa a policialização da cidade. O governo se apoia em um discurso de “choque de ordem para implementar dispositivos de segurança e demonstra intolerância com a desordem urbana. O “Choque de Ordem”, UPP (Unidade de Polícia Pacificadora), Processo de Remoção de Favelas e Ecolimites se somam a um modelo de governo dirigido aos interesses das elites citadinas cariocas. Por isso, retomando as ideias de Fiori (1995), são ações que se mostram como uma “Nova Fuga para Frente” do conflito de classes. São políticas públicas implantadas num contexto de mudanças sócio-econômicas e que buscam restringir legal e economicamente os habitantes da cidade. São propostas que atualizam ideias higienistas, reafirmam preconceitos, além de atender a um propósito de desarticular os movimentos sociais das comunidades e abrir o espaço da favela para ação da especulação imobiliária. Esse argumento que dá suporte a esse novo “higienismo” tem um fundo neomalthusiano, na medida em que se supõe não haver espaço habitável e recursos para todos e por isso todos devem se submeter aos rigores da gestão pública, principalmente a ação “espontânea” das pessoas pobres e submetidas ao controle tecnocientífico que defendeu a necessidade de instalar UPP e construir Ecolimites. É uma maneira de fazer subsumir o conflito de classe que persiste em uma cidade tão desigual como o Rio de Janeiro.
Resumo : There, in Rio de Janeiro, an ongoing process aimed at policialização city. The government relies on a discourse of "shock of order to implement safety devices and demonstrates intolerance of urban disorder. The "Shock of Order", UPP (Unit Pacification Police), Case Removal Ecolimites Slums and add up to a model of government led to the interests of the elite city dwellers in Rio. Therefore, taking up the ideas of Fiori (1995), are actions that show how an "Escape to New Front" of class conflict. Public policies are implemented in a context of socio-economic and seeking to restrict legally and economically the city's inhabitants. Ideas are proposed that update hygienists, reaffirm prejudices, and serve a purpose to disrupt the social movements of the communities and open space of the favela to the action of speculation. This argument that supports this new "hygienism" has a background neomalthusiano, in that it assumes no habitable space and resources for all and therefore all must submit to the rigors of public management, especially the action "spontaneous" of poor and subject to the supervision technoscientific who defended the need to install and build Ecolimites UPP. It is a way to do subsume the class conflict that persists in so unequal a city like Rio de Janeiro.
Palavras-chave: Rio de Janeiro (RJ)
UPP
Fuga para Frente
Remoção de favelas
Ecolimite
Unidade de Polícia Pacificadora
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS
Programa: Programa de Pós-Graduação em Planejamento Urbano e Regional
Departamento: Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: 24-Abr-2012
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/5540
Aparece nas coleções:Política e Planejamento Urbano

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
JCGCamargo-min.pdf281,87 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.