Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/5606
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorRevoredo, Márcia Maria Oliveira-
dc.contributor.authorAndrade Junior, Sergio Roberto de-
dc.date.accessioned2018-11-01T17:06:21Z-
dc.date.available2018-11-03T03:00:12Z-
dc.date.issued2018-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/5606-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectDesvio de Verbaspt_BR
dc.subjectCorrupçãopt_BR
dc.subjectOperação Lava Jatopt_BR
dc.subjectContabilidade - Corrupção administrativapt_BR
dc.subjectContabilidade forensept_BR
dc.subjectControlept_BR
dc.titleO papel da contabilidade no combate ao desvio de verbas na Petrobras, no período de 2014-2017pt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.description.resumoDiante dos escândalos que foram descobertos, devido as investigações da Operação Lava Jato, que tiveram início a partir de 2014 e que ainda seguem em aberto, envolvendo a empresa Petróleo Brasileira S.A. A instituição passou por momentos de turbulências, que impactaram em sua imagem diante de seus Stakeholders. Essa situação gerou períodos de oscilações, envolvendo suas ações e o seu valor de mercado. O trabalho visa analisar o papel da contabilidade no combate à corrupção e ao desvio de verbas a partir de apurações realizadas pelas entidades de controle e fiscalização, citadas acima, na Petrobrás.Constatou-se no presente trabalho que na amostra de 8 Ações de improbidade do MPF e 12 acórdãos do TCU examinados há irregularidades como o superfaturamento, sobrepreço ou ilegalidade nos processos de licitação e contratos, demonstrando, assim, indícios de prejuízos à Petrobras. Levando em conta o total de 49 casos de denúncias feitas pelo MPF e 49 Acórdãos do Tribunal de Contas da União no julgamento de Relatórios de no período de 2014-2017, é possível inferir que os prejuízos na Petrobras são bem maiores. Atualmente, a companhia está passando por momentos de turbulência desde que foi deflagrada a operação Lava Jato. A operação trouxe à tona o grande mal perante a sociedade, a corrupção. A Petrobras é um caso raro de organização em país de economia em desenvolvimento que conseguiu conquistar seu espaço e ser líder mundialmente. Mas, em virtude dos fatos e consequências advindas da Lava Jato, a empresa foi acometida de grandes oscilações em suas ações e valor de mercado. Apesar de a empresa contar com uma boa estrutura de Governança, que estavam em harmonia com os preceitos estabelecidos na Sox, foi necessário implementar melhorias nas práticas de Governança Corporativa, devido aos atos divulgados na operação da lava jato, que burlaram as recomendações e diretrizes estabelecidas pela empresa para as boas práticas. Com isso, ficou evidente que a empresa se mostrou ineficiente na contenção das deficiências e falhas, resultando na quebra dos princípios: Equidade, Prestação de Contas, Transparência e Responsabilidade Corporativa.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentFaculdade de Administração e Ciências Contábeispt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO::CIENCIAS CONTABEISpt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Ciências Contábeis

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
SRAndradeJunior.pdf273.1 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.