Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/5672
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorMota, Cláudio José de Araújo-
dc.contributor.authorMoreira, Anderson Felipe Sant'anna-
dc.date.accessioned2018-11-08T00:06:59Z-
dc.date.available2018-11-09T02:00:10Z-
dc.date.issued2017-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/5672-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectBiodieselpt_BR
dc.subjectEsterificaçãopt_BR
dc.titleProdução de biodiesel por esterificação e transesterificação a partir de óleos vegetais contendo elevada acidez graxapt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/4303587017025599pt_BR
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/1633264814418348pt_BR
dc.contributor.advisorCo1Lachter , Elizabeth Roditi-
dc.contributor.advisorCo1Latteshttp://lattes.cnpq.br/8688736650901616pt_BR
dc.description.resumoPRODUÇÃO DE BIODIESEL POR ESTERIFICAÇÃO E TRANSESTERIFICAÇÃO A PARTIR DE ÓLEOS VEGETAIS CONTENDO ELEVADA ACIDEZ GRAXA Rio de Janeiro 2017     ANDERSON FELIPE SANT’ANNA MOREIRA PRODUÇÃO DE BIODIESEL POR ESTERIFICAÇÃO E TRANSESTERIFICAÇÃO A PARTIR DE ÓLEOS VEGETAIS CONTENDO ELEVADA ACIDEZ GRAXA Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Instituto de Química da Universidade Federal do Rio de Janeiro, como requisito parcial para obtenção da graduação em Química com Atribuições Tecnológicas. Orientadores: Profº. Dr. Cláudio José de A. Mota. Profª. Dra. Elizabeth Roditi Lachter Rio de Janeiro 2017     AGRADECIMENTOS Primeiramente, agradeço a Deus e a todas as forças do Universo que sempre se uniram em prol de me guiar ao longo da vida e que me fizeram alçar vôos cada vez mais altos. Agradeço com todo meu amor aos meus pais que sempre me incentivaram, que sempre me apoiaram, que sempre me inspiraram e me inspiram e que nunca permitiram me faltar nada. Sempre estiveram me dando forças em todos momentos difíceis que enfrentei e que sempre compreenderam as minhas correrias todas ao longo da graduação. Agradeço a oportunidade que me foi concedida pelo Professor Cláudio Mota e pela Professora Elizabeth Roditi, agradeço enormemente a chance que vocês me deram de poder trabalhar com os senhores e espero muito ter correspondido à altura das expectativas. Agradeço com todo meu amor a minha namorada, Thais Oliveira, que procurou sempre me aconselhar, sempre buscou compreender as minhas correrias no laboratório, na monitoria, nas aulas particulares, em tudo, que sempre se colocou a ouvir os meus medos, os meus receios, os meus sonhos e as minhas conquistas. Agradeço aos meus amigos que aqui na UFRJ, nas idas e vindas do Fundão, no laboratório LARHCO, eu pude conhecer. Sempre me fizeram levantar o meu astral, sempre ouviram meus medos e sonhos e que me motivavam também a seguir os meus sonhos e que sempre desejaram o meu melhor. Agradeço demais ao Professor e mais novo Doutor Sebastião Vieira que me ajudou muito com o desenvolvimento do presente trabalho e que me incentivou e até investiu nas minhas apresentações de trabalho em congressos.     RESUMO Industrialmente, o biodiesel é produzido sob catálise homogênea com NaOH com a desvantagem de exigir matéria-prima de boa qualidade, de teor de ácido graxo livre inferior a 0,5% em massa e umidade inferior a 0,3% em massa. O presente trabalho visou a conversão dos óleos de babaçu e de pequi em biodiesel por meio da integração da esterificação e da transesterificação, ambas com catálise heterogênea. Os óleos foram previamente caracterizados e esterificados com catalisador à base de ácido propilsulfônico ancorado em sílica SBA-15 e a argila K-10 comercial. Avaliou-se variáveis como: a razão molar óleo:metanol, a temperatura de reação, a porcentagem de catalisador e o tempo de reação. Após a esterificação, os óleos foram submetidos à transesterificação, onde usou-se a guanidina e a propilamina ancoradas em sílica MCM-41. Os catalisadores empregados foram caracterizados em termos de propriedades texturais, FTIR, RMN 13C, TGA/DTG, acidez e análise elementar por CHN. Os resultados mostraram que ambos os óleos continham teor de ácido graxo livre superior a 2,0% e de umidade superior a 0,3%. Com relação às esterificações, observou-se que é possível adequar o óleo de babaçu empregando 0,5% do catalisador à base de ácido propilsulfônico numa reação de 60 minutos à 110ºC e adequar o óleo de pequi usando 0,5% desse catalisador numa reação de 120 minutos à 110ºC. Com a argila K-10, obteve-se 70% e 75% de conversão para o óleo de babaçu e pequi, respectivamente, usando 10,0% de catalisador numa reação por 120 minutos à 110ºC. Em se tratando da transesterificação, as conversões em éster metílico foram maiores empregando a guanidina/MCM-41 como catalisador. Com esse catalisador, foi possível obter conversão máxima de 89% para o óleo de pequi e de 50% para o óleo de babaçu. Com o uso da propilamina/MCM-41, as conversões foram em torno de 25% e 13% para o óleo de babaçu e de pequi, respectivamente, mostrando que a guanidina tem maior atividade catalítica.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Químicapt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::QUIMICA::QUIMICA ORGANICApt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Química

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Anderson Felipe Sant’anna Moreira.pdf616,72 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.