Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/5789
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorAfonso, Júlio Carlos-
dc.contributor.authorIbiapina, Vinício Francisco-
dc.date.accessioned2018-11-21T23:04:20Z-
dc.date.available2018-11-23T02:00:13Z-
dc.date.issued2018-02-22-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/5789-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectPilhapt_BR
dc.subjectEletroativospt_BR
dc.subjectZincopt_BR
dc.subjectManganêspt_BR
dc.subjectLixiviação ácidapt_BR
dc.titleProcessamento de componentes eletroativos de pilhas Zinco-MnO2 em meio ácidopt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/7183851351375986pt_BR
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/9830603848701762pt_BR
dc.description.resumoEste trabalho descreve uma rota para recuperar manganês e zinco a partir de pilhas zincoMnO2 gastas através de lixiviação ácida. Os ácidos clorídrico, sulfúrico, fluorídrico e fórmico foram utilizados como lixiviantes. Adicionou-se peróxido de hidrogênio como redutor, com exceção de ácido fórmico, uma vez que ele próprio é um redutor. As experiências foram realizadas a 25-40°C por 1-3 h. Sob as melhores condições experimentais, mais de 95% m/m de zinco e manganês foram lixiviados seja qual for o lixiviante. A lixiviação de contaminantes foi fortemente dependente do ácido devido à insolubilidade de sais ou a reações de complexação. Foi estudada a extração de Zn(II) com os extratantes orgânicos D2EHPA, Cyanex 923 ou TBP diluído em n-heptano. D2EHPA foi o melhor agente de extração em pH ≥ 1, particularmente a partir dos lixiviados de ácidos fracos. Cyanex 923 e TBP tiveram seu melhor desempenho sob alta acidez ([H3O+] > 1 mol L-1), o que torna os lixiviados de ácidos fortes os únicos viáveis. Mn(II) foi muito mais coextraído de lixiviados de ácidos fortes, mas foi facilmente reextraído com solução diluída do ácido lixiviante (~2 mol L-1). A remoção de Zn(II) exigiu uma solução de ácido forte (5 mol L-1). O manganês foi isolado como MnO2 transportando os contaminantes lixiviados (Fe, Al, Pb etc.) nos experimentos com D2EHPA. No caso dos extratante neutros, ele foi isolado na forma de MnC2O4·2H2O, com elevada pureza. Sais de sódio de alta pureza dos ânions dos ácidos lixiviantes foram isolados após evaporação lenta da solução final.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Químicapt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::QUIMICA::FISICO-QUIMICA::ELETROQUIMICApt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Aparece nas coleções:Química

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Vinício Francisco Ibiapina.pdf1,12 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.