Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/5810
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorGarcia , Ana-
dc.contributor.authorMaranho , Soniamara-
dc.date.accessioned2018-11-23T17:34:11Z-
dc.date.available2018-11-25T02:00:10Z-
dc.date.issued2010-11-26-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/5810-
dc.description.abstractThis work is the result of a conjunctural and historical need of MAB women: conjunctural for our need to organize women within the MAB strategy, and also a historical task for the participation and liberation of women with the end of the oppression of patriarchy and capitalist system. Another issue is the perception of the tactics and the importance of discussing women and energy within the MAB and the struggles of Via Campesina. The debate is in the conjuncture and we need to respond, make the fight a strong organization fight, and make the confrontation, ensuring the construction of a new energy model. The text also discusses the losses of many people as a result of dam constructions, and points out how many transformations resulting from these projects affect women in a differentiated way, aggravating preexisting gender inequalities - almost always ignored or invisiblept_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectMAB - Movimento dos Atingidos por barragenspt_BR
dc.subjectModelo energético brasileiropt_BR
dc.subjectMulher - participaçãopt_BR
dc.titleAs mulheres atingidas por barragens e as contradições do modelo energético na vida das mulherespt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de especializaçãopt_BR
dc.contributor.advisorCo1Ghibaudi , Javier Walter-
dc.description.resumoEste trabalho é fruto de uma necessidade conjuntural e histórica das mulheres do MAB: conjuntural pela nossa necessidade de organizar as mulheres dentro da estratégia do MAB, e também uma tarefa histórica para a participação e libertação das mulheres com o fim da opressão do patriarcado e o sistema capitalista. Uma outra questão é da percepção da tática e da importância de discutir as mulheres e energia dentro do MAB e nas lutas da Via Campesina. O debate está na conjuntura e precisamos dar resposta, fazer o debate a luta uma organização forte, e fazer o enfrentamento, garantindo a construção de um novo modelo energético. Diante disso, o texto também discute as perdas de muitas pessoas em decorrência das construções de barragens, e aponta como muitas transformações decorrentes desses empreendimentos atingem as mulheres de maneira diferenciada, agravando desigualdades de gênero pré-existentes - quase sempre ignoradas ou invisíveispt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regionalpt_BR
dc.publisher.programEnergia e Sociedade no Capitalismo Contemporâneopt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADASpt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Energia e Sociedade no Capitalismo Contemporâneo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
SMaranho-min.pdf159,68 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.