Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/5857
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorD’Elia, Eliane-
dc.contributor.authorBauerfeldt, Ana Clara Favilla-
dc.date.accessioned2018-11-27T22:54:14Z-
dc.date.available2018-11-29T02:00:10Z-
dc.date.issued2015-05-29-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/5857-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectAço carbono 1020pt_BR
dc.subjectInibidor de corrosãopt_BR
dc.subjectFarelo de sojapt_BR
dc.subjectEletroquímicapt_BR
dc.titleAvaliação do extrato de farelo de soja como inibidor de corrosão do aço-carbono 1020pt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/2739863135439867pt_BR
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/9812372191701418pt_BR
dc.contributor.referee1Ribeiro, Emerson Schwingel-
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/4215461340747792pt_BR
dc.contributor.referee2Torres, Vanessa Vasconcelos-
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/5229671413121927pt_BR
dc.description.resumoNeste trabalho, o extrato de farelo de soja foi avaliado como inibidor de corrosão do açocarbono em meio ácido de HCl 1 mol L-1. Para tanto, ensaios de perda de massa, de impedância eletroquímica e curvas de polarização, além da análise da superfície por microscopia eletrônica de varredura foram realizados. A determinação de fenóis e saponinas totais foram conduzidas, como uma tentativa de caracterização dos ativos responsáveis pela inibição. Os resultados dos ensaios gravimétricos e eletroquímicos mostraram que a eficiência de inibição não depende significativamente da concentração de extrato, na faixa de concentrações estudada neste trabalho, atingindo o valor máximo de 96% de inibição. Através dos ensaios gravimétricos com variação da temperatura, foi observado que a presença do extrato causa uma diminuição da energia de ativação aparente associada ao processo de corrosão, quando comparado com o ensaio do branco, e ainda que a eficiência de inibição aumenta com aumento da temperatura, sugerindo um mecanismo de adsorção química. As curvas de polarização potenciodinâmica mostraram que as densidades de corrosão anódica e catódica são menores na presença do extrato e que o potencial de corrosão é deslocado para valores mais negativos. Os diagramas de Nyquist e Bode mostraram aumento da resistência de transferência de carga e diminuição da capacitância da dupla camada elétrica nos ensaios na presença do inibidor quando comparados aos ensaios na ausência de inibidor. A adsorção do extrato na superfície do eletrodo obedeceu a isoterma de Langmuir. A análise da superfície indicou que a presença do extrato confere uma proteção à superfície do aço-carbono. A análise do teor de fenóis e saponinas totais no extrato de farelo de soja apresentou resultado de aproximadamente 1 e 6% respectivamente.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Químicapt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::QUIMICA::FISICO-QUIMICA::ELETROQUIMICApt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Aparece nas coleções:Química

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Ana Clara Favilla Bauerfeldt.pdf653,02 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.