Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/5914
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorDereczynski, Claudine Pereira-
dc.contributor.authorCruz, Ana Luísa Souza Castanheira da-
dc.date.accessioned2018-12-04T11:28:25Z-
dc.date.available2018-12-06T02:00:09Z-
dc.date.issued2017-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/5914-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectSimulações sazonaispt_BR
dc.subjectAvaliaçãopt_BR
dc.subjectRegime de chuvas da Região Nordeste do Brasil (NEB)pt_BR
dc.titleAvaliação das Simulações Sazonais do Modelo Eta para a Estação Chuvosa do Norte do Nordeste do Brasilpt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/1922510611908874pt_BR
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/6350074968045575pt_BR
dc.contributor.referee1Karam, Hugo Abi-
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/6210557066757159pt_BR
dc.contributor.referee2Chan, Chou Sin-
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/4336175279058172pt_BR
dc.description.resumoO regime de chuvas da Região Nordeste do Brasil (NEB) é influenciado pela presença de sistemas meteorológicos, tais como: Zona de Convergência Intertropical, Vórtices Ciclônicos de Altos Níveis, Distúrbios Ondulatórios de Leste, linhas de instabilidade e até mesmo sistemas frontais que alcançam o sul do NEB. Além desses sistemas de escala sinótica outros eventos, como os fenômenos El Niño Oscilação Sul, anomalias de TSM no Atlântico Tropical e a Oscilação de Madden e Julian atuam na área em estudo. O objetivo deste trabalho é avaliar a performance do modelo Eta do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, com resolução horizontal de 40 km e 38 níveis na vertical, para prever a estação chuvosa (fevereiro a maio) do NEB. Esse período é de grande importância socioeconômica, pois compõe a estação chuvosa da região, influenciando diretamente as culturas agrícolas e os níveis dos reservatórios das usinas hidrelétricas locais. Foram gerados alguns experimentos, utilizando distintos esquemas de produção de chuva, além de uma simulação utilizando a Reanálise CFSR como condição inicial e de contorno lateral e a Reanálise do NCEP como contorno inferior. As saídas de tais experimentos são confrontadas com dados observacionais e com a Reanálise CFSR para avaliação dos campos médios de precipitação, da temperatura do ar a 2 metros de altura e dos ventos em 850 hPa e 250 hPa. Os resultados indicam que o modelo respondeu como esperado dado o caráter sazonal das previsões, apresentando melhor desempenho e resultados convergentes em anos onde a forçante inferior esteve forte e bem marcada. Os campos previstos de precipitação e temperatura, foram os que melhor representaram os padrões observados, ao contrário dos campos de vento. No geral, o experimento Rean, foi o mais se aproximou dos padrões observados. Com relação às diferentes configurações empregadas, o experimento BMJ apresentou uma pequena melhora na representação da precipitação do NEB, principalmente sobre o extremo norte.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Geociênciaspt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::METEOROLOGIApt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Meteorologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CRUZ, A.L.S.C.pdf5.54 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.