Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/5916
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: Avaliação da performance da reanálise CFSR para caracterizar o clima da Bacia do Espírito Santo e parte norte da Bacia de Campos
Autor(es)/Inventor(es): Lopes, Italo dos Reis
Orientador: Dereczynski, Claudine Pereira
Resumo: Neste trabalho é avaliada a performance da reanálise do National Center for Enviromental Prediction (NCEP), denominada Climate Forecast System Reanalysis (CFSR) para caracterizar o clima da Bacia do Espírito Santo e parte norte da Bacia de Campos (Área Geográfica do Espírito Santo - AGES). Para tal, são utilizados dados horários de Pressão ao Nível Médio do Mar (PNMM), Temperatura do ar a 2 metros de altura (T2M), Umidade Relativa do ar a 2 metros de altura (UR2M) e Velocidade (V10M) e Direção (DIR10M) do vento a 10 metros de altura extraídos do ponto de grade do CFSR mais próximo à plataforma FPSOBR, onde existe uma estação meteorológica da Petrobras na região de estudo. A avaliação é feita através de métricas de correlação, gráficos de dispersão, ciclos anuais e diurnos médios, séries temporais das médias mensais e análises espectrais. Ademais avalia-se a performance do CFSR para representar a passagem de sistemas frontais (SFs) pela AGES. Os resultados mostram que a PNMM é a variável melhor representada pelo CFSR seguida pela T2M. Para UR2M e V10M também são obtidos bons resultados, porém com correlações mais baixas e valores mais elevados de viés. Nota-se que o CFSR não é capaz de reproduzir o ciclo diurno de T2M e UR2M, pois não exibe o aquecimento observado no período da tarde e consequentemente não há redução da UR2M nesse mesmo período. Com relação a DIR10M, nota-se na observação uma predominância de vento nos octantes NNE, NE e N, associado ao Anticiclone Subtropical do Atlântico Sul e baixas frequências de ocorrência de vento nos octantes SE e S associados a passagem de frentes frias. A Reanálise representa de maneira satisfatória os ventos na AGES, apesar da distribuição da frequência de ocorrência não ser exatamente como observada. Com relação a passagem de SFs, o CFSR novamente apresenta bons resultados: 76% de acerto, 10% de falso alarme, 86% de probabilidade de detecção e uma leve subestimativa dos dias de atuação dos SFs. Por fim, conclui-se que o CFSR pode ser utilizado para caracterizar o clima da região de estudo com boa confiança.
Palavras-chave: Avaliação
Climate Forecast System Reanalysis (CFSR)
Bacia do Espírito Santo
Parte norte da Bacia de Campos (Área Geográfica do Espírito Santo - AGES)
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::METEOROLOGIA
Departamento: Instituto de Geociências
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: 2018
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/5916
Aparece nas coleções:Meteorologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
LOPES, I.R.pdf2,29 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.