Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/6050
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: Estudo de inibidores sintéticos de corrosão para o Aço Carbono 1020 em meios altamente corrosivos
Autor(es)/Inventor(es): Romualdo, Marcos Vinícius dos Santos
Orientador: D’Elia, Eliane
Coorientador: Aguiar, Lúcia Cruz de Sequeira
Resumo: A indústria de petróleo e gás apresenta sérios problemas relacionados à corrosão. Nas petroquímicas e nas instalações de refino de petróleo, cerca de 50 % das falhas de materiais estão relacionadas com a corrosão. A nova área exploratória do pré-sal apresenta condições mais severas de temperatura, pressão e salinidade, fazendo com que o processo corrosivo seja consideravelmente potencializado, tornando cada vez mais necessário o estudo de inibidores de corrosão com alta eficiência, resistência e que não agridam o meio ambiente. Estudos anteriores indicam que sais orgânicos de urotropina (hexametilenotetramina – HMTA) possuem considerável potencial anticorrosivo, além de apresentarem baixo custo e pouca toxicidade. Este projeto tem como objetivos a síntese, estudo e avaliação de sais orgânicos de urotropina (haletos de alquil urotropina) como potenciais inibidores de corrosão para o aço carbono 1020, em meios altamente corrosivos: um meio de alta acidez caracterizado por uma concentração 1M de HCl e um meio que simula condições de exploração encontradas na camada pré-sal e se caracteriza por alta salinidade temperaturas e pressões elevadas e além da presença de CO2. Foram sintetizados 11 sais com estruturas de radicais variados, o processo sintético se mostrou viável com rendimentos médios de 70 %, a caracterização via H1RMN mostrou êxito nas sínteses. Os compostos foram avaliados quanto às suas eficiências de inibição (E.I.) em meio de HCl 1M e em meio de alta salinidade saturado com CO2. No primeiro apresentaram alto desempenho com eficiências médias de 80% ao passo que no segundo apresentaram resultados insatisfatórios com eficiência média de 16% resultado que inviabilizou o prosseguimento do estudo no referido meio. O sal que apresentou melhor resultado em solução de HCl 1M foi o iodeto de isopropil urotropina, com o qual o estudo foi aprofundado juntamente com o iodeto de n-butil urotropina para efeito comparativo. Ensaios com variação de concentração e temperatura mostraram relação direta das mesmas com a E.I. Calcularamse através destes experimentos constantes cinéticas e termodinâmicas do sistema. Realizaram-se ainda ensaios eletroquímicos e MEV que corroboraram o potencial inibitório dos compostos.
Palavras-chave: Inibidores de corrosão
Meios corrosivos
Aço carbono 1020
Eletroquímica
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::QUIMICA::FISICO-QUIMICA::ELETROQUIMICA
Departamento: Instituto de Química
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: 18-Dez-2012
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/6050
Aparece nas coleções:Química

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Marcos Vinícius dos Santos Romualdo.pdf1,68 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.