Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/6308
Type: Trabalho de conclusão de graduação
Title: Análise estrutural, de paleotensão e de paleoprofundidade de soterramento em arenitos pouco consolidados (Formação Resende, Eoceno-Bacia de Volta Redonda, Rift Continental do sudeste do Brasil)
Author(s)/Inventor(s): Reste, Diogo Rodrigues
Advisor: Mello, Claudio Limeira
Co-advisor: Moraes, Anderson
Abstract: O presente estudo tem por objetivo a caracterização geométrica, cinemática e microestrutural de estruturas de deformação rúptil (falhas e bandas de deformação) em um afloramento da Formação Resende localizado na borda sul do Gráben de Casa de Pedra (bacia de Volta Redonda, Segmento Central do Rift Continental do Sudeste do Brasil). Adicionalmente foi realizada a análise de paleotensão e de paleoprofundidade do pacote sedimentar com base em simulação computacional. A partir desses estudos, buscou-se agregar novos dados sobre a deformação tectônica da bacia de Volta Redonda e contribuir para as discussões acerca das relações entre bandas de deformação e falhas. A metodologia adotada consiste em: a) descrição macroscópica e microscópica das estruturas de deformação presentes no afloramento; b) análise do campo de paleotensões a partir de dados de pares de falha/estria, com uso do método dos diedros retos, e de dados estruturais sem estria, aplicando rotina computacional no Matlab; c) estimativa dos valores de paleoprofundidade de soterramento com base no método de Athy, baseado em valores de porosidade. Foram reconhecidas falhas sinistrais de orientação NNE-SSW, falhas normais NW-SE e dextrais de orientação WNW-ESE, apresentando rejeitos centimétricos a decimétricos. As falhas NNE-SSW ocorrem em conjuntos limitados por falhas de orientação de WNW-ESE a ENE-WSW, que apresentam maior rejeito. As bandas de deformação identificadas apresentam orientação NNE-SSW, com relevo positivo, controlando a cimentação por óxidos/hidróxidos de ferro, e não deslocam marcadores estratigráficos. Os aspectos microscópicos observados, tais como espessuras milimétricas, trama mais compacta e fragmentação de grãos, permitem classificar essas estruturas como bandas de compactação. A análise de paleotensão baseada tanto nos dados de pares falha/estria quanto nos dados sem estria apontou para atuação de um regime de compressão NW-SE e distensão NE-SW. Com base no modelo de Riedel, as falhas WNW-ESE, NW-SE, NNE-SSW e ENE- WSW foram interpretadas, respectivamente, como estruturas R, T, X e P do evento de transcorrência dextral E-W. Este evento também é interpretado como o responsável pela geração das bandas de deformação. A análise de paleoprofundidade máxima de soterramento dos depósitos da Formação Resende resultou em valores variando de 100 a 350 m, inferiores aos que são considerados na literatura para a gênese das bandas de deformação descritas.
Keywords: Deformação rúptil
Arenitos pouco consolidados
Bacia de Volta Redonda
Subject CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA
Department : Instituto de Geociências
Publisher: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Issue Date: 2018
Publisher country: Brasil
Language: por
Right access: Acesso Aberto
Appears in Collections:Geologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RESTE, D.R.pdf3,41 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.