Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/6396
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorOliveira, Toacy Cavalcante de-
dc.contributor.authorBasso, Fábio Paulo-
dc.date.accessioned2019-02-06T16:47:53Z-
dc.date.available2019-02-08T02:00:22Z-
dc.date.issued2017-09-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/6396-
dc.description.abstractArtifacts associated with Model-Driven Engineering (MDE) such as model transformations, Domain Specific Languages (DSL), and modeling or refinement tools have been proposed in the literature as a mean to increase the quality in products derived from activities of Software Engineering. These artifacts are introduced in technical-level settings, including DSLs adopted by model transformation engines, software project workspaces, and other ways to represent tool chains. In technical terms, a successful MDE introduction in target contexts includes the execution of integration phases that establish customized tool chains. This customization has been performed by software engineers in the called “MDE as a Service”, where new opportunities for tool chain are available in asset repositories through coopetition scenarios (collaboration between competing companies). Coopetition benefits market leaders and their competitors and may help promoting MDE adoption. This way, it is necessary a common/hybrid representation for assets and tool chain, which represents a limitation in the state of the art. By including properties from MDE Artifact repositories and tool chain representations, a common representation would simplify the integration of scenarios for coopetition in MDE, allowing automatic transformation of structural features from a scenario to another one. Thus, we proposed RAS++, a new representation language for hybrid assets. Our research results indicate that RAS++ is representative enough to support implementations of MDE as a Service in evaluated coopetition scenarios.en
dc.languageengpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectDesenvolvimento de softwarept_BR
dc.subjectModelos de processo de softwarept_BR
dc.subjectArquitetura de softwarept_BR
dc.titleRAS++: representing hybrid reuse assets for MDE as a serviceen
dc.title.alternativeRAS++: representando ativos de reúso híbridos para MDE como um serviçopt_BR
dc.typeTesept_BR
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/6653688230110966pt_BR
dc.contributor.referee1Werner, Claudia Maria Lima-
dc.contributor.referee2Silva, Geraldo Zimbrão da-
dc.contributor.referee3Becker, Leandro Buss-
dc.contributor.referee4Nakagawa, Elisa Yumi-
dc.description.resumoArtefatos relacionados à Engenharia Dirigida por Modelos (MDE), tais como transformações de modelo, Linguagens Específicas de Domínio (DSLs) e ferramentas de modelagem ou refinamento, têm sido propostos na literatura visando aumentar a qualidade de produtos derivados de atividades da Engenharia de Software. Estes artefatos são introduzidos em configurações de nível técnico, incluindo DSLs e outras formas para se representar cadeias de ferramentas. Uma introdução bem sucedida de MDE em contextos alvos inclui a realização de fases de integração, que estabelecem cadeias de ferramentas customizadas. Esta customização tem sido realizada por engenheiros de software no então chamado “MDE como um Serviço, onde novas oportunidades para o estabelecimento de cadeias de ferramentas estão disponíveis em repositórios de ativos por meio de cenários de coopetição (colaboração entre empresas competidoras). Coopetição beneficia líderes de um mercado assim como seus competidores, podendo auxiliar na promoção do MDE em um futuro próximo. Para tanto, é necessária uma representação comum/híbrida para ativos e cadeias de ferramentas, o que representa uma limitação no estado da arte atual. Ao incluir propriedades híbridas, uma representação comum simplificaria a integração de cenários para coopetição no MDE, permitindo a transformação automática de uma característica estrutural de um cenário para outro. Assim, essa tese propõe RAS++, uma nova linguagem de representação para ativos híbridos. Os resultados dessa pesquisa indicam que RAS++ é representativa o suficiente para apoiar implementações de “MDE como um Serviço” nos cenários de coopetição avaliados.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenhariapt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Engenharia de Sistemas e Computaçãopt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::CIENCIA DA COMPUTACAO::METODOLOGIA E TECNICAS DA COMPUTACAO::ENGENHARIA DE SOFTWAREpt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Engenharia de Sistemas e Computação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
867831.pdf4.16 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.