Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/678
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorSilva, Beatriz Azeredo da-
dc.contributor.authorSilva, Nathália Dib da-
dc.date.accessioned2016-07-26T15:47:41Z-
dc.date.available2016-07-28T03:00:11Z-
dc.date.issued2014-12-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/678-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectIndústria automobilísticapt_BR
dc.subjectFederalismopt_BR
dc.subjectSistema tributário brasileiropt_BR
dc.subjectTributaçãopt_BR
dc.subjectImposto sobre Circulação de Mercadorais e Serviços - ICMSpt_BR
dc.titleA guerra fiscal e seus efeitos sobre a indústria automobilística brasileirapt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/4180620049319913pt_BR
dc.contributor.referee1Vianna, Maria Lúcia Teixeira Werneck-
dc.contributor.referee2Junqueira, Gabriel Gdalevici-
dc.description.resumoAnalisa a relação entre a disputa deflagrada pelas unidades federativas brasileiras – denominada como guerra fiscal - e a localização das unidades produtivas da indústria automobilística no Brasil. Para entender essa relação, é feita uma retrospectiva sobre a evolução do sistema tributário brasileiro, focando principalmente no imposto sobre consumo e em sua estrutura permissiva à guerra fiscal. Serão expostas as diferentes visões encontradas na literatura sobre os efeitos dessa concorrência - que tem como principal “arma” a concessão de incentivos fiscais - no intuito de contribuir para a compreensão do estudo de caso. A indústria automobilística, além de sua importância para a economia brasileira, será objeto de estudo deste trabalho devido ao grande número de acordos entre empresas desse setor e os governos estaduais, que resultaram na instalação de novas unidades fabris em território brasileiro. O caso da companhia Ford será analisado em detalhes, por ser o mais emblemático da guerra fiscal, após o “embate direto” entre os governos estaduais do Rio Grande do Sul e da Bahia. A análise desse cenário será fundamental para a conclusão deste trabalho sobre as diretrizes da reforma fiscal e sobre a necessidade de extinção dos mecanismos que permitem a ocorrência desta competição.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Economiapt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIApt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Ciências Econômicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MONOGRAFIA NATHALIA DIB DA SILVA v2.pdf545,42 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.