Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/7015
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorPenna, Caetano Christophe Rosado-
dc.contributor.authorAndrade, Pablo Roger Mello-
dc.date.accessioned2019-04-03T21:23:13Z-
dc.date.available2019-04-05T03:00:11Z-
dc.date.issued2018-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/7015-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectIndústria automotivapt_BR
dc.subjectEficiência energética veicularpt_BR
dc.subjectPrograma Inovar-Autopt_BR
dc.titleO programa Inovar-Auto: os resultados e as controvérsias do novo regime automotivopt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/9032233782082915pt_BR
dc.description.resumoA presente monografia propõe-se a estudar o Programa Inovar-Auto, um regime automotivo criado em 2012 com objetivo estimular a competitividade da indústria automotiva brasileira. Nos anos anteriores à criação do programa, o setor automotivo brasileiro experimentou vigoroso crescimento, chegando às posições de quarto maior mercado interno e sétimo maior produtor mundial de veículos. No entanto, a partir de crise financeira de 2008, a competitividade do setor foi posta à prova com o aumento da penetração de veículos importados no mercado interno. Foi então que o governo brasileiro, em conjunto com as entidades representativas do setor, resolveu criar um regime especial de tributação, vinculando incentivos fiscais a metas relacionadas à eficiência energética veicular, ao adensamento da cadeia produtiva e à realização de investimentos em pesquisa e desenvolvimento e engenharia. Desde sua regulamentação, o programa despertou debate e controvérsias, especialmente quanto à pertinência de estimular um setor consolidado e controlado por empresas transnacionais. A consagração destas controvérsias ocorreu com a condenação do regime automotivo na Organização Mundial do Comércio, por contemplar medidas que violam regras e princípios do comércio multilateral. Ao final do programa, verifica-se que o Inovar-Auto obteve êxito em alguns de seus objetivos estratégicos, sobretudo na questão da eficiência energética, mas falhou em não incentivar a contento a motorização elétrica, a tecnologia portadora do futuro da indústria automobilística.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Economiapt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIApt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Ciências Econômicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PRMANDRADE.pdf1.99 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.