Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/7106
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorVaz, Murilo Augusto-
dc.contributor.authorGasparetto, Vinícius-
dc.date.accessioned2019-04-05T15:35:52Z-
dc.date.available2019-04-07T03:00:18Z-
dc.date.issued2017-03-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/7106-
dc.description.abstractFlexible risers are critical elements in a subsea production system. Due to the complexity of these structures, a number of factors influence the evaluation of their integrity, so the application of monitoring systems is essential to ensure operational safety and reduce design conservatism. The objective of this study was to develop a method for continuous and real-time monitoring of the top end fitting and the first intermediate connection fatigue life. The method is based on measuring the strains of outer tensile wires on the top riser structure. In order to evaluate the method, a full-scale dynamic test of a 8 inch flexible pipe structure data and monitoring system data of two flexible risers, connected at a floating unit anchored into a water depth of 2200 m, are used. The fatigue damage calculated considering the stresses obtained through the model was similar to the predicted damage to the dynamic test. For the field data, the tension obtained by the model was compared to the tension calculated using numerical simulation and floating unit monitoring data. The results showed a good correlation of the tension amplitudes with numerical model, indicating the applicability of the model to monitoring the flexible riser end fitting fatigue life.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectEngenharia oceânicapt_BR
dc.subjectDutos flexíveis x monitoramento.pt_BR
dc.subjectArames da armadura de tração x Avaliação da vida à fadigapt_BR
dc.titleMétodo de avaliação da vida à fadiga de risers flexíveis através do monitoramento das deformações dos arames da armadura de traçãopt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.contributor.referee1Ellwanger, Gilberto Bruno-
dc.contributor.referee2Campello, George Carneiro-
dc.description.resumoRisers flexíveis são elementos críticos de um sistema de produção offshore. Em função da complexidade dessas estruturas, uma série de fatores influenciam na avaliação de sua integridade, sendo a aplicação de sistemas de monitoramento essencial para garantir a segurança operacional, além de possibilitar a redução do conservadorismo de projeto. Com o objetivo de monitorar em tempo real a vida à fadiga do conector de topo e primeira conexão intermediária de risers flexíveis, este trabalho propõe um método de cálculo baseado na medição das deformações dos arames da armadura externa da estrutura do riser de topo. Para avaliação do método, foram utilizados dados de um teste dinâmico em escala real de uma estrutura de duto flexível de 8 polegadas e dados do sistema de monitoramento MODA de dois risers instalados em uma unidade flutuante ancorada a 2200 m de profundidade. O dano à fadiga calculado com base nas tensões obtidas através do modelo foi similar ao dano previsto para o teste dinâmico. Para os dados de campo, as tensões obtidas pelo modelo foram comparadas às tensões calculadas através de modelos numéricos utilizando dados de monitoramento da unidade flutuante. Os resultados apresentaram boa correlação das amplitudes de tensão do modelo numérico indicando a aplicabilidade do modelo para o monitoramento da vida à fadiga dos conectores de dutos flexíveis.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenhariapt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Engenharia Oceânicapt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::ENGENHARIAS::ENGENHARIA NAVAL E OCEANICApt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Engenharia Oceânica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
865746.pdf5,11 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.