Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/7262
Type: Trabalho de conclusão de graduação
Title: Geologia estrutural e estratigrafia da região do Cerro Rayoso, Bacia Neuquén, Argentina
Author(s)/Inventor(s): Oliveira, Felipe Nepomuceno de
Advisor: Ribeiro, André
Co-advisor: Seoane, José Carlos Sícoli
Abstract: No Cerro Rayoso e adjacências, a sul de Chos Malal na pré-cordilheira Argentina, depósitos cretáceos da Bacia Neuquén deformados em regime tectônico de crosta rasa registram a transição de uma bacia de retro arco para bacia de ante-país. Esta transição geotectônica, interpretada como resultado da diminuição do ângulo de subducção da placa proto-pacífica sob a placa Sul-Americana, produziu faixas de dobras e falhas, entre elas o Cinturão Agrio onde se situa a área focada. Nesta área ocorrem falhas reversas de traço N-S com splays NESW e dobras associadas com vergência para oeste e eixos com caimento suave para NNW ou SSE. A estrutura marcante é um braqui-anticlinal em caixa assimétrico com vergência para oeste que cavalga outro antiformal em caixa. A deformação foi acompanhada por sedimentação sin-tectônica dando origem aos depósitos dos Grupos Bajada del Agrio e Neuquén, com deformação cada vez mais suave que seu embasamento e fonte, representada na área pelas sucessões do grupo Mendoza. Estes três grupos estão representados na área por doze unidades de mapeamento que abragem o intervalo do Neocomiano no Eocretáceo até o Cenomaninao no Neocretáceo. A unidade mais antiga é a Formação Agrio do Grupo Mendoza, com três membros mapeáveis: Pilmatué com pelito cinza escuro offshore e intercalações de arenito e coquina (tempestitos?), Avilé com arenitos fluviais representando regressão forçada e, no topo, Água de La Mula, também com pelito cinza offshore, arenito e coquina. Sobre a Formação Agrio ocorrem as formações Huitrín e Rayoso do Grupo Bajada del Agrio. Na Formação Huitrín foram mapeadas duas unidades, inferior com arenitos fluviais e eólicos e, superior com evaporito, carbonato e pelito. Sobre esta aparece a Formação Rayoso com as unidades inferior formada por arenitos litorâneos, média com evaporito, pelito e carbonato de laguna rasa e superior com arenitos e pelitos também litorâneos. No topo da sucessão aparece o Grupo Neuquén com três unidades de arenitos fluviais e eólicos cobrindo em discordância angular os depósitos da Formação Rayoso. O mapeamento geológico foi feito com auxílio de modelos 3D e hillshade e um mosaico georreferenciado de 300 cenas em zoom de detalhe do Google Earth 6.1.
Keywords: Geologia Estrutural
Estratigrafia
Bacia Neuquén
Cretáceo
Argentina
Subject CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA::PETROLOGIA
Department : Instituto de Geociências
Publisher: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Issue Date: 2011
Publisher country: Brasil
Language: por
Right access: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/7262
Appears in Collections:Geologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
OLIVEIRA, F.N.pdf84,49 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.