Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/8019
Type: Dissertação
Title: Etanol versus bioeletricidade: aplicação dos conceitos de fronteira eficiente de Markowitz para o aproveitamento do bagaço residual do setor sucroenergético
Author(s)/Inventor(s): Araujo, Rafael Barros
Advisor: Carpio, Lucio Guido Tapia
Abstract: O presente trabalho analisa a competição pelo bagaço de cana de açúcar para a produção de etanol lignocelulósico e de eletricidade, através do uso da teoria de portfólio desenvolvida por Harry Markowitz, dado que o setor pode diversificar ainda mais a sua produção, reduzindo riscos e aumentando retornos. Após a revisão da literatura, acerca do setor sucroenergético e das tecnologias de produção desses dois biocombustíveis, foram apresentados os conceitos da Teoria de Carteira Eficiente de Markowitz, a partir dos quais, elaborou-se um modelo para esse setor. Por fim, foi analisada a competitividade pelo bagaço, sob a ótica risco/retorno, em cinco diferentes cenários para a produção do etanol de segunda geração e da bioeletricidade. Por meio do presente estudo, foi possível concluir que no estágio atual de desenvolvimento da produção do etanol lignocelulósico, o portfólio de menor risco possui grande alocação do bagaço para a bioeletricidade vendida no ambiente regulado. Quando são analisados cenários inserindo pacotes tecnológicos de eficientização da produção do etanol de segunda geração (E2G), os riscos dos portfólios diminuem consideravelmente e seus retornos crescem em grande magnitude, nesses cenários, o portfólio de menor risco passa a ser aquele que contém maior alocação do bagaço para o E2G. A aplicação do modelo mostrou-se eficaz, consistindo em um importante instrumento para auxiliar o gestor a distribuir os ativos de uma carteira eficientemente.
Abstract: This work analyzes the competition for bagasse in the lignocellulosic ethanol and electricity productions using the modern portfolio theory developed by Markowitz, as the sector can further diversify its production, reducing risks and increasing returns. After literature review, about sugar-energy sector and these two biofuels production technologies, the concepts of the Markowitz Efficient Portfolio Theory were presented. Then, a model was developed to this sector, based on this theory. Finally, the competitiveness of bagasse, under the risk / return perspective, was analyzed in five different scenarios, applying technological packages to the advanced ethanol production and bioelectricity, as well as introducing subsidies. It was possible to conclude that, in the current stage of lignocellulosic ethanol production, the lowest risk portfolio has a large allocation of bagasse to bioelectricity sold in the regulated market. When efficient technology package is introduced, the bagasse allocation in the lowest risk portfolio changes to second generation ethanol. The model proved effective, constituting an important auxiliary tool in assisting managers to distribute assets of a portfolio in a more efficient way.
Keywords: Planejamento Energético
Bioeletricidade
Etanol lignocelulósico
Subject CNPq: CNPQ::ENGENHARIAS::ENGENHARIA DE PRODUCAO
Program: Programa de Pós-graduação em Planejamento Energético
Production unit: Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia
Publisher: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Issue Date: Apr-2017
Publisher country: Brasil
Language: por
Right access: Acesso Aberto
Appears in Collections:Planejamento Energético

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
876292_.pdf997,64 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.