Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/8047
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorGomes, José Antônio Cunha Ponciano-
dc.contributor.authorSanches, Leonardo Paiva-
dc.date.accessioned2019-05-22T12:52:35Z-
dc.date.available2019-05-24T03:00:13Z-
dc.date.issued2009-11-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/8047-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectTrocadores de calorpt_BR
dc.subjectAço inoxidávelpt_BR
dc.subjectCorrosãopt_BR
dc.subjectCloretopt_BR
dc.titleEstudo comparativo quanto a resistência a corrosão entre aços inoxidáveis utilizados em trocadores de calorpt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.referee1Bastian, Fernando Luiz-
dc.contributor.referee2Jambo, Hermano Cezar Medaber-
dc.description.resumoNo presente trabalho investigou-se o desempenho e susceptibilidade à corrosão dos aços inoxidáveis austeníticos AISI 304L e AISI 316L, e do ferrítico AISI 444 em meio a Cloreto contido na solução de NaCl, sob concentrações de 100ppm e 500ppm, e temperaturas ambiente e de 60°C. Estas referem-se as mínimas e máximas temperaturas de operação de um sistema de água de resfriamento utilizado nos trocadores de calor.Em substituição ao aço carbono,os aços inoxidáveis escolhidos podem ser utilizados para esse tipo de equipamento, e tais situações foram impostas, a fim de representar as condições em que um permutador de calor é submetido durante sua operação.Todos os aços foram submetidos à ensaios eletroquímicos de polarização potenciodinâmica anódica e espectroscopia de impedância eletroquímica, nas concentrações e temperaturas descritas.Observou-se pelos ensaios uma dependência da concentração de íons Cloreto e da temperatura na susceptibilidade à corrosão localizada. Em dados gerais, o melhor desempenho foi visto para o aço AISI 316L com maiores valores de faixa de passivação e potencial de pite que os demais. Em seguida, aparece o aço AISI 444 que apresentou resultados comparáveis ao primeiro,principalmente a resistência à polarização para maiores temperaturas com elevadas concentrações. E por último, o aço AISI 304L com menor desempenho, embora satisfatório, com um destaque negativo para elevadas correntes médias de passivação.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentEscola Politécnicapt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::ENGENHARIAS::ENGENHARIA DE MATERIAIS E METALURGICApt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Engenharia Metalúrgica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
monopoli10003588.pdf3.57 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.