Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/8265
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorPaiva, Rosana Morgado-
dc.contributor.authorNascimento, Livia de Almeida-
dc.date.accessioned2019-05-31T21:21:19Z-
dc.date.available2019-06-02T03:00:17Z-
dc.date.issued2017-05-17-
dc.identifier.citationNASCIMENTO, Livia de Almeida. Adoção no Brasil: crianças e adolescentes disponíveis para adoção e o número de pretendentes cadastrados. Por que os números não fecham? 2017. 62 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Serviço Social) - Escola de Serviço Social, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2017.pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/8265-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectAdoçãopt_BR
dc.subjectCriançaspt_BR
dc.subjectAdolescentespt_BR
dc.subjectEstatísticapt_BR
dc.titleAdoção no Brasil: crianças e adolescentes disponíveis para adoção e o número de pretendentes cadastrados. Por que os números não fecham?pt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/4726988348291399pt_BR
dc.contributor.referee1Alves, Andréa Moraes-
dc.contributor.referee2Inoue, Mariléia Franco Marinho-
dc.description.resumoDiscute a adoção no Brasil de crianças e adolescentes disponíveis para adoção e o número de pretendentes cadastrados. Foram observadas diferentes problemáticas em torno do universo extenso e recheado de preconceitos em relação à temática da adoção. Foram identificadas muitas as dúvidas e desconhecimento dos membros da sociedade civil sobre os casos de adoção no Brasil. Como são realizadas as adoções, quem são as pessoas que pretendem adotar, quais motivos às levam optar pela adoção, entre outras. Os principais aspectos que o estudo procurou investigar em relação à adoção foram: a) os desafios que permeiam a adoção; b) o número de crianças e adolescentes disponíveis à adoção no Brasil; c) o número de pretendentes cadastrados para adoção; d) a desigualdade entre número de crianças e adolescentes cadastrados e os de pretendentes para adoção. Os dados estatísticos disponibilizados pelo Conselho Nacional de Justiça foram analisados com o objetivo de explicar e questionar por quais motivos essa disparidade ocorre, quais motivos que levam a essa discrepância no número total. Afinal de contas se existem tantas pessoas interessadas em adotar uma criança ou adolescente por que esse número de crianças e de adolescentes sem família não diminui? A metodologia utilizada foi o levantamento bibliográfico, com enfoque predominantemente quantitativo e pesquisa exploratória sobre a realidade da adoção no Brasil. Os resultados apresentam uma discrepância entre os números de crianças e adolescentes disponíveis em relação ao total de pretendentes cadastrados, o que dificulta esse encontro na maior parte das vezes é a idealização de um perfil específico que não condiz com a realidade existente nas instituições de acolhimento. Mesmo com alguns avanços, esse debate é construtivo e providencial para a evolução e melhoria da sistemática atualmente vigente, colocando também em questionamento o motivo pelo qual há pouca literatura sobre o assunto e escassa bibliografia desenvolvida por profissionais do Serviço Social sobre adoção.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentEscola de Serviço Socialpt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::SERVICO SOCIAL::SERVICO SOCIAL APLICADO::SERVICO SOCIAL DO MENORpt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LNascimento.pdf1.06 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.