Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/829
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorVinha, Valéria Gonçalves da-
dc.contributor.authorGonçalves, Cristóvão Alves de Souza-
dc.date.accessioned2016-09-29T13:29:57Z-
dc.date.available2016-10-01T03:00:12Z-
dc.date.issued2015-01-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/829-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectMineraçãopt_BR
dc.subjectAspectos socioambientaispt_BR
dc.subjectGovernança corporativapt_BR
dc.subjectBrasilpt_BR
dc.titleRiscos e oportunidades ambientais, sociais e de governança no setor de mineração brasileiropt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/3280553357101647pt_BR
dc.contributor.advisorCo1Kato, Karina Yoshie Martins-
dc.contributor.advisorCo1Latteshttp://lattes.cnpq.br/1487027132879542pt_BR
dc.contributor.referee1Scotto, Gabriela-
dc.description.resumoO Brasil é um país de grande abundância de recursos minerais. Tais recursos há séculos vêm desempenhando papel de extrema relevância dentre os setores econômicos no país. Este estudo utiliza uma abordagem ampla dos impactos da mineração no país, considerando não somente indicadores econômicos, mas também riscos e oportunidades a que as empresas do setor estão sujeitas. Esta análise parte de uma perspectiva multidimensional, captando aspectos econômicos, ambientais, sociais e de governança corporativa. Dentro de cada uma dessas dimensões, foram priorizadas as questões que pudessem representar aumento dos custos operacionais, danos à marca ou bloqueio ou ativação de novas fontes de receita. É cada vez mais difundida a ideia de que a forma com que as empresas se relacionam com a sociedade e com o meio ambiente afeta direta e indiretamente seus resultados a curto, médio e longo prazo. Neste trabalho é apresentada uma análise acerca de como essas questões podem impactar as empresas do setor, à medida que elas alteram o meio social e ambiental a sua volta. Tais aspectos são eminentemente materiais no setor em específico, em função dos recursos explorados serem não renováveis, os empreendimentos de grande porte, a atividade produtiva de potencial impacto e o setor como um todo ser recorrentemente controverso. As conclusões a que chegamos é que apesar de sua proeminência econômica, o setor de mineração é responsável por distorções em termos ambientais e sociais em grande escala, de forma que as grandes mineradoras principalmente, que controlam parcela substancial do mercado brasileiro, necessitam incorporar no centro de suas tomadas de decisões, critérios que considerem as externalidades causadas pela operação, de forma não só a reduzir o risco regulatório e de mercado a que se expõem, mas para construir uma identidade para o setor desvinculada da imagem predatória e de irresponsabilidade socioambiental que predominantemente tem ganhado espaço.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Economiapt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIApt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Ciências Econômicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MONOGRAFIA - CRISTÓVÃO ALVES.pdf1,53 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.