Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/8763
Type: Dissertação
Title: Colonização intestinal por Escherichia coli multirresistente em viajantes atendidos em uma clínica de medicina de viagens do Rio de Janeiro
Author(s)/Inventor(s): Tufic, Samantha dos Santos
Advisor: Moreira, Beatriz Meurer
Co-advisor: Rodrigues, Káris Maria de Pinho
Abstract: Viagens são um fator importante para a aquisição de bactérias multirresistentes (MR), principalmente que produzem beta-lactamases de espectro estendido (ESBL), carbapenemases e que carreiam genes que determinam resistência plasmidial às fluorquinolonas (PMQR). Os fatores de risco relacionados à aquisição desses microrganismos são região de destino, uso de antimicrobianos, e ocorrência de diarreia durante as viagens. O objetivo do presente estudo foi determinar a frequência de aquisição de colonização por Escherichia coli MR por viajantes atendidos no Centro de Medicina dos viajantes da UFRJ (CIVES), incluindo amostras produtoras de ESBL, carbapenemases, carreadoras de genes que codificam PMQR e resistência plasmidial à polimixina (mcr). O estudo foi realizado de 2015 a 2018 em que viajantes acima de 18 anos atendidos no CIVES foram convidados a participar no estudo. Um questionário comportamental foi aplicado e os participantes foram orientados a coletar espécime de fezes com auxílio de swab antes da viagem e após seu retorno. O espécime foi enviado ao laboratório de microbiologia e introduzido em meio STGG. Alíquotas foram distribuídas em ágar MacConkey (MCA), MCA contendo ceftriaxona e caldo TSB contendo disco de ertapenem. A identificação das amostras de E. coli foi feita por espectrômetro de massas MALDI-TOF. A partir do crescimento em MCA contendo ceftriaxona, foi feito o teste fenotípico para detecção de ESBL. Genes que codificam ESBL, carbapenemases, PMQR e mcr foram detectados por PCR. Foi realizado teste de susceptibilidade aos antimicrobianos de duas amostras por participante, uma antes e outra após o retorno, classificando-as em MR, bem como tipificação por amplificação aleatória de DNA polimórfico (RAPD). Para todas as amostras foram determinados os filogrupos. Foram também investigadas variáveis associadas à aquisição de amostra de E. coli MR ou produtora de ESBL. De 224 participantes, foram incluídos 153 (68%), sendo a maioria do sexo feminino, com idade média de 38 anos. A frequência de aquisição de E. coli produtora de ESBL nas viagens foi de 20%, e de E. coli MR de 28%, sendo o subcontinente Sudeste Asiático com as maiores frequências de aquisição. A maioria das aquisições foi de E. coli produtora de bla CTX-M15 e em apenas uma amostra foi detectado o gene bla OXA-48. As amostras de retorno apresentaram-se mais resistentes, quando comparadas com amostras pré- viagem, à gentamicina, ampicilina, cefalosporinas e sulfametoxazol+trimetoprim. A maioria das amostras foi caracterizada como do filogrupo A ou C, seguido de B1 e B2. A tipagem por RAPD evidenciou 103 perfis, três contendo duas amostras cada um, e 100 perfis diferentes o que demontrou a presença de uma diversidade de perfis dentre as amostras da microbiota intestinal dos viajantes. Na análise das outras variáveis, a aquisição de E. coli produtora de ESBL após a viagem foi associada com viagem a turismo (p= 0,020) e região de destino (p= 0,003). A aquisição de E. coli MR foi associada com a região de destino (p= 0,007). Os viajantes brasileiros adquiriram colonização por E. coli MR durante viagens em frequência similar aos viajantes que partem de países desenvolvidos.
Abstract: Travelling is an important factor for acquisition of multidrug-resistant (MR) bacteria, specially extended-spectrum beta-lactamase (ESBL) and carbapenemase producing bacteria and those carring genes associated with plasmid mediated fluorquinolone resistance (PMQR). The risk factors related to acquisition of these microorganisms are the destination region, usage of antimicrobial agents, and ocurrence of diarrhea during travel. The aim of this study was to determine the frequency of acquisition of colonization by MR Escherichia coli by travelers attended at Centro de Medicina dos Viajantes of UFRJ (CIVES), including isolates producing ESBL, carbapenemases, carrying PMQR and plasmid mediated polymyxin resistance (mcr) genes. The study was performed between 2015 and 2018 and travelers over 18 years of age attended at CIVES were invited to participate in the study. A comportamental questionnaire was applied and the participants were oriented to collect a anal stool specimen with a cotton swab before travel and upon return. Stool samples were sent to microbiology laboratory and stored into STGG media. Aliquots were plated onto plain Mac Conkey agar (MCA), MCA supplemented with ceftriaxone, and trypticase soy broth containing ertapenem disk. Identification of isolates as E. coli was performed by MALDI-TOF mass spectrometry. Cultures in MCA supplemented with ceftriaxone were used for ESBL-producing testing. The ESBL gene, carbapenemases and PMQR and mcr were detected by PCR. Two isolates per participant, one pre-travel and one upon return, were selected for antimicrobial susceptibility tests (isolates were classified as MR) and typing by random amplification of polymorphic DNA (RAPD). Phylogroups were determined for all isolates. In addition, we investigated the variables associated with acquisition of MR or ESBL producing E. coli isolates. We included 153 (68%) of 224 participants, most of them female; the mean age was 38 years. The highest frequencies of acquisition were in the Southeast Asia subcontinent. Most ESBL encoding genes were bla CTX-M15 and in only one isolate the bla OXA-48 was detected. The frequency of acquisition of ESBL-producing E. coli in travels was 20%, and MR E. coli was 28%. The isolates obtained after travel were more resistant than the isolates obtained before travel to gentamicin, ampicillin, cephalosporins and sulfamethoxazole+trimethoprim. Most isolates belonged to phylogroups A or C, followed by B1 and B2. RAPD typing discriminated 103 profiles, three of them containing two isolates, and 100 other different profiles evidencing a diversity of clonal types within the samples of travelers intestinal microbiota. The analysis of other variables showed that acquisition of colonization of ESBL producing E. coli after travel was associated with tourism travel (p=0.020) and destination area (p=0.003). Acquisition of MR E. coli was associated with destination area (p=0.007). Brazilian travelers acquired MR E. coli during travellings in similar frequency when compared to travelers from developed countries.
Keywords: Colonização por multirresistente
Escherichia coli
Subject CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::MICROBIOLOGIA::MICROBIOLOGIA APLICADA
Program: Programa de Pós-Graduação em Ciências (Microbiologia)
Department : Instituto de Microbiologia Paulo de Góes
Publisher: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Issue Date: 22-May-2019
Publisher country: Brasil
Language: por
Right access: Acesso Aberto
Appears in Collections:Microbiologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
880337.pdf2,43 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.