Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/9079
Type: Dissertação
Title: Sistemas agrários em Paraíba do Sul (1850-1920): um estudo de relações não-capitalistas de produção
Author(s)/Inventor(s): Fragoso, João Luis Ribeiro
Advisor: Linhares, Maria Yedda Leite
Abstract: O presente trabalho tem por objetivo empreender uma primeira abordagem ao sistema agrário de uma economia de exportação (café), procurando exemplificá-lo numa dada região (Paraíba do Sul/RJ) o período de 1850-1920. E para tanto, neste estudo a preocupação de reter alguns aspectos desta forma de produção, quais sejam: certos traços de seu processo de reprodução e de suas relações de produção. Traços estes, que no texto, aparecem ligados entre si e à noção de frequência de cultivo. Outrossim, através da caracterização destes aspectos, particularmente, o carácter extensivo da reprodução do sistema e a "associação" do trabalho direto aos meios de produção procura-se demonstrar a lógica própria daquele sistema agrário historicamente definido e fundamento de uma economia de exportação. Na parte final do trabalho (3. capítulo), tenta-se mostrar a persistência daquela forma de produção agrícola na região, pós-escravidão, o que iria conferir um carácter não-capitalista as relações de produção fundada no trabalho livre. E por último, o definhamento do sistema agrário da economia de exportação, na região estaria ligado aos seus próprios mecanismos de reprodução.
Abstract: Study of the agrarian system that emerged from an export economy centered on one agricultural product. The coffee County of Paraiba do Sul on the Paraiba Valley (Rio de Janeiro) is taken as a case study for the period between 1850-1920. According to this purpose certain aspects concerned with the productive system have been giyen a privileged treatment such as: certain traits of its reproduction process and its relations of production. Along this dissertation, such traits have been associated with the concept of frequency of cultivation. On the other hand, through the analysis of such traits, especially the extensive character of the reproduction of the system as a whole, as well as the "association" of direct producers to ,the means of production, it is intended to demonstrate the logic of the agrarian system historically delimited and based on a given plantation economy. Finally, it is intended to demonstrate the persistency of that form of agricultural production, locally, along the post -slavery period. The fact that the agricultural regime based on free labor has been distinguished by its non-capitalist character results from the persistency of the above mentioned agrarian system as part of a defined form of agricultural production. The word "decadence" has been avoided as a definition of the period post-slavery. In fact, it is here suggested that the weathering (definhamento) of the agrarian system of the exportation economy, regionnally, was linked with its specific mechanisms of reproduction.
Keywords: Estrutura agrária
História econômica
História Agrária
Escravidão
Brasil
Século XVIII
Subject CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA::HISTORIA DO BRASIL
Program: Programa de Pós-Graduação em História Social
Production unit: Instituto de Filosofia e Ciências Sociais
Publisher: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Issue Date: May-1983
Publisher country: Brasil
Language: por
Right access: Acesso Aberto
Appears in Collections:História Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
470534.pdf9,54 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.