Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/9107
Type: Trabalho de conclusão de graduação
Title: Estudo da técnica OSL para identificação de condimentos irradiados
Author(s)/Inventor(s): Silva, Catherine Costa Oliveira da
Advisor: Alencar, Marcus Alexandre Vallim de
Abstract: O uso da radiação ionizante na conservação de alimentos é considerado uma técnica bem estabelecida, e por isso muitos países, inclusive o Brasil, passaram a permitir o uso de alimentos irradiados. A ANVISA, através da resolução RDC n° 21 estabelece que qualquer alimento pode ser irradiado respeitando os limites de doses, e que qualquer alimento irradiado deve ser rotulado adequadamente. Assim, é necessária a existência de métodos adequados para identificar se os alimentos foram irradiados ou não, e estimar a dose aplicada ao alimento. Muitos métodos são testados para a dosimetria e identificação de alimentos irradiados, porém nenhum método foi aceito internacionalmente como aplicável a todos os tipos de alimentos. A técnica de Luminescência Opticamente Estimulada (OSL) apresenta uma vantagem sobre os outros métodos mencionados: as amostras podem a ser utilizadas sem a necessidade de um processamento prévio. Este trabalho tem como objetivo estudar as propriedades OSL de condimentos e especiarias irradiadas, verificando a possibilidade da aplicação da técnica OSL na identificação e dosimetria de alimentos irradiados. Foram utilizadas amostras de oito tipos de condimentos: coentro, cominho, erva-doce, gengibre, louro em pó, orégano, pimenta branca e pimenta preta. Todas as amostras foram submetidas radiação gama de uma fonte de Co-60 e com valores de dose entre 250 Gy e 10 kGy. As medições dos sinais OSL foram obtidas através do leitor RIS0 TL/OSL-DA-15B usando luz de estimulação azul, em modo contínuo e tempo de aquisição de 20 segundos. As amostras de louro em pó, pimenta branca e pimenta preta não apresentam sinal OSL. O cominho, a erva-doce, o gengibre e o orégano já apresentam sinal OSL na dose de 250 Gy, enquanto que para o coentro, o sinal OSL é observado a partir da dose de 5 kGy. Os resultados obtidos mostram que a técnica OSL pode ser utilizada como um método para identificar a irradiação destes condimentos e também para estimar a dose usada (dosimetria), desde que seja conhecido o intervalo de tempo entre a irradiação e a medição.
Keywords: Radiação ionizante
Dosimetria luminescente
Subject CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::FISICA::FISICA NUCLEAR::REACOES NUCLEARES E ESPALHAMENTO (REACOES ESPECIFICAS)
Production unit: Instituto de Física
Publisher: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Issue Date: 15-Jun-2015
Publisher country: Brasil
Language: por
Right access: Acesso Aberto
Citation: SILVA, Catherine Costa Oliveira da. Estudo da Técnica OSL para Identificação de condimentos e especiarias. 2015. 64 f. Trabalho de conclusão de curso (Bacharelado em Física Médica) – Instituto de Física, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2015.
Appears in Collections:Física Médica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CCOSilva.pdf739,63 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.