Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/9148
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorRibeiro, Vinícios Kabral-
dc.contributor.authorOliveira, Maria Eduarda Almeida de-
dc.date.accessioned2019-08-14T14:21:38Z-
dc.date.available2019-08-16T03:00:11Z-
dc.date.issued2019-
dc.identifier.citationOLIVEIRA, Maria Eduarda Almeida de. Ser e estar drag no Rio de Janeiro: transitoriedade, difusão e a consolidação de uma nova cena de artistas na cidade. 2019. 84 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História da Arte) - Escola de Belas Artes, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2019.pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/9148-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectDrag queenspt_BR
dc.subjectGêneropt_BR
dc.subjectPerformancept_BR
dc.subjectMídiaspt_BR
dc.subjectCorporalidadept_BR
dc.titleSer e estar drag no Rio de Janeiro: transitoriedade, difusão e a consolidação de uma nova cena de artistas na cidadept_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/3808463346007921pt_BR
dc.description.resumoEsse trabalho investiga a nova cena de artistas drag surgida após a grande difusão e circulação do imaginário drag nos últimos anos, que na cidade do Rio de Janeiro se reverberou na criação de festas voltadas 100% ao público drag iniciante, onde a festa-concurso Queens se fez presente como principal artificio para trazer essas drags iniciantes à cena. As trocas conceituais e estéticas que auxiliam a pedagogia drag local atreladas as questões que envolvem a cidade do Rio como a transitoriedade, a circulação do imaginário drag e a valorização da cena, trazem à tona as peculiaridades dessa cena que se desenha, que é oriunda em grande parte das zonas periféricas da cidade, e que, no entanto resiste em Copacabana, bairro tido como um dos mais elitizados, e persiste online, onde a consolidação dessas artistas se dá pelos números em seus perfis em redes sociais como Instagram. Para compreender como se movimenta essa cena, uma entrevista com 4 artistas foi realizada. Investigou-se também os perfis no Instagram dessas mesmas artistas, e refletiu-se a partir do que foi exposto nas entrevistas um desenho de uma cena artística. O que se pode compreender, desse modo, é que diante do grande número de artistas surgidas a cena passa por um momento de consolidação, que mesmo diante de inúmeras problemáticas que propiciariam uma crise, as artistas se mantêm graças ao poder de difusão do estético pelo plano midiático.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentEscola de Belas Artespt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::ARTES::FUNDAMENTOS E CRITICA DAS ARTES::HISTORIA DA ARTEpt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:História da Arte

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MEAOliveira.pdf855.77 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.