Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/9242
Type: Artigo
Title: Social networks and health practices: influence of a diabetes online community on adherence to treatment
Author(s)/Inventor(s): Fernandes, Larissa de Siqueira
Calado, Camila
Araújo, Cláudia Affonso Silva
Abstract: Este estudo visa compreender como as comunidades online podem contribuir, no Brasil, para aumentar a adesão de pacientes crônicos ao tratamento prescrito pelo médico. Para tanto, realizou-se a netnografia da comunidade Diabetes: vivendo e aprendendo – troca de informações, considerando como arcabouço teórico as dimensões da adesão propostas pela Organização Mundial de Saúde – OMS. A análise evidencia os impactos da Cibercultura sobre os processos de saúde e doença, provocando mudanças nas relações médico-paciente, no empoderamento do paciente e na gestão individual de sua condição crônica. Os resultados mostraram também uma influência positiva das interações estabelecidas na comunidade sobre os fatores multidimensionais do modelo de adesão proposto pela OMS, conduzindo ainda à possibilidade de inclusão de uma sexta dimensão referente à conectividade. As principais motivações identificadas para participação na comunidade foram o acesso a informações sobre a doença e o tratamento, o compartilhamento de experiências e o suporte social. Assim, a proposição de políticas de saúde que auxiliem os doentes crônicos a atenderem tais necessidades tende a contribuir para aumentar a adesão ao tratamento.
Abstract: This study aims to understand how online communities can contribute to increasing the adherence of chronic patients to the treatment prescribed by the physician in Brazil. For this purpose, we applied the netnography method to analyze the community Diabetes: vivendo e aprendendo – troca de informações (free translation: “Diabetes: living and learning – information exchange”), considering the dimensions of adherence proposed by the World Health Organization (WHO) as a theoretical framework. The analysis shows the influence of cyberculture on health and disease processes, resulting in changes in physician-patient relationships, patient empowerment, and individual management of own chronic condition. The results also showed a positive influence of the interactions established in the community on the multidimensional factors of the adherence model proposed by the WHO1, also leading to the possibility of including a sixth related to connectivity. The primary motivations identified for community participation were access to information on the disease and treatment, the sharing of experiences and social support. Thus, the proposition of health policies that help chronic patients meet these needs tends to contribute to increased adherence to treatment.
Keywords: Redes comunitárias
Redes sociais online
Adesão à medicação
Diabetes mellitus
Cooperação do paciente
Organização Mundial da Saúde
Community networks
Online social networks
Medication adherence
Patient compliance
World Health Organization
Subject CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO
Department : Instituto COPPEAD de Administração
Escola de Comunicação
Publisher: Associação Brasileira de Saúde Coletiva
In: Ciência & Saúde Coletiva
Volume: 23
Issue: 10
Issue Date: 2018
DOI: 10.1590/1413-812320182310.14122018
Publisher country: Brasil
Language: por
Right access: Acesso Aberto
ISSN: 1413-8123
Appears in Collections:Ciências Sociais Aplicadas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Social networks and health practices-min.pdf105,4 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.