Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/9298
Type: Trabalho de conclusão de graduação
Title: Caracterização faciológica de depósitos turbidíticos miocênicos do campo Albacora Leste, Bacia de Campos
Author(s)/Inventor(s): Paiva, Raísa Costa
Advisor: Mello, Claudio Limeira
Co-advisor: Conti, Elaine dos Santos
Abstract: O presente trabalho teve como objetivo a caracterização de fácies e sucessões de fácies dos depósitos turbidíticos miocênicos que compõem o Intervalo Albacora do Campo Albacora Leste, na Bacia de Campos, através da descrição e interpretação de testemunhos de sondagem. Esse intervalo, referente à Formação Carapebus, é composto de depósitos de um sistema turbidítico com influência fluvial. Tem-se como finalidade avaliar a variação das fácies turbidíticas do referido intervalo, buscando contribuir para o estudo da evolução do ambiente de sedimentação marinho profundo, de grande importância para a atividade exploratória de hidrocarbonetos no cenário nacional. Foram utilizados dados da descrição de onze testemunhos de sondagem, três dos quais descritos pela autora, resultando na elaboração de perfis estratigráficos em escala 1:40 referentes ao intervalo de interesse, totalizando cerca de 253 m. Foram reconhecidas e interpretadas dez fácies sedimentares, sendo uma conglomerática; três areníticas; duas lamíticas; e quatro heterolíticas, agrupadas em quatro sucessões de fácies. A partir da compilação dessas informações, foi possível a interpretação da posição relativa de cada sucessão em um ambiente turbidítico. Na região de canal predominam depósitos derivado de fluxos turbulentos ou gravitacionais, como paraconglomerados e arenitos maciços. Camadas lamíticas se encontram na base dos conglomerados, em contato erosivo. Na porção de extravasamento de canal, predominam lamitos com alta bioturbação e com estruturas de laminação plano-paralela. Na região de desconfinamento de canal, encontram-se arenitos variando de estrutura maciça a marcas de corrente. Na região mais distal do sistema, fácies heterolíticas de intercalação de lamito e arenito são dominantes. Essas intercalações possuem tanto estruturas planares, quanto linsen e wavy. Estruturas convolutas relacionadas à instabilidade tectônica ou de carga sedimentar são recorrentes principalmente nessas intercalações. O Campo Albacora Leste é interpretado como um sistema turbidítico de lobo, mas com características que, de acordo com a geologia estrutural da região, podem caracterizar canais que migram segundo a variação da topografia. A análise espacial das sucessões de fácies interpretadas denotam um grau de complexidade alto dos fluxos envolvidos e suas características arquiteturais, os quais influenciam na compartimentalização dos corpos sedimentares, se tornando um grande desafio para atividade exploratória.
Keywords: Estratigrafia
Campos, Bacia de (RJ e ES)
Subject CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA
Department : Instituto de Geociências
Publisher: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Issue Date: Jun-2019
Publisher country: Brasil
Language: por
Right access: Acesso Aberto
Appears in Collections:Geologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PAIVA, R. C.pdf5,45 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.