Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/9324
Type: Trabalho de conclusão de graduação
Title: Abolição da escravidão e imigração estrangeira: o processo e as consequências econômicas em São Paulo e no Rio de Janeiro (1850-1930)
Author(s)/Inventor(s): Medeiros, Leonardo Figueiredo Monteiro de
Advisor: Vieira, Wilson
Abstract: Esta pesquisa trata de analisar o impacto que a proibição do tráfico de escravos no Brasil em 1850, a subsequente abolição definitiva da escravidão em 1888 e a alternativa do trabalho assalariado imigrante trouxeram para a formação econômica brasileira do fim do século XIX até o fim dos governos da Primeira República em 1930, com foco de análise nos dois principais centros econômicos do país naquela época: Rio de Janeiro e São Paulo, explicitadas suas diferenças, semelhanças, vantagens e desvantagens. O Brasil do século XIX era totalmente dependente da economia exportadora cafeeira. Juntamente com o café, vinha o trabalho negro escravo, profundamente enraizado desde o período colonial. O objetivo dessa pesquisa é analisar como foi o processo de troca da mão de obra predominantemente servil para o sistema de trabalho assalariado imigrante no Brasil, suas consequências na economia cafeeira e na indústria dos Estados do Rio de Janeiro e de São Paulo e os motivos para que eles tenham ocorrido de maneiras diferentes, servindo de base para compreender o arranjo de desenvolvimento dessas regiões até os dias atuais. A metodologia utilizada será a abordagem histórica qualitativa e quantitativa, onde será feita uma análise dos dados coletados, buscando conceitos e princípios para estabelecer relações entre os elementos do tema, além de dados estatísticos para ilustração e orientação do mesmo. O propósito será descritivo através de pesquisa bibliográfica, tendo como fontes livros, artigos e outros textos de caráter científico publicados. Como resultado, verificou-se que o processo de abolição da escravidão foi lento e gradual, porém trouxe severas mudanças para o sistema econômico brasileiro e foi o ponto de partida para a divergência das duas regiões cafeeiras estudadas, que utilizaram ferramentas e se adaptaram de maneiras diferentes às novidades do novo sistema. Conclui-se que não somente a economia cafeeira foi afetada pela troca da mão de obra predominante, pois essa troca também serviu como base para notar diferenças consideráveis na infraestrutura (principalmente industrial), financeira (diversificação de investimentos) e social (novas classes sociais).
Keywords: Abolição da escravidão
Tráfico humano
Trabalho assalariado
Rio de Janeiro (Estado)
São Paulo (Estado)
Aspectos econômicos
Segundo reinado (1840-1889)
Primeira república (1889-1930)
Subject CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA
Production unit: Instituto de Economia
Publisher: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Issue Date: Apr-2019
Publisher country: Brasil
Language: por
Right access: Acesso Aberto
Appears in Collections:Ciências Econômicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LFMMedeiros.pdf340,28 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.