Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/9473
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorBrandão, Elaine Reis-
dc.contributor.authorAraújo, Lívia Gonçalves Rabelo-
dc.date.accessioned2019-09-11T18:31:42Z-
dc.date.available2019-09-13T03:00:12Z-
dc.date.issued2019-02-06-
dc.identifier.citationARAÚJO, Lívia Gonçalves Rabelo. Gênero e Atenção Primária à Saúde: uma revisão crítica da literatura na Saúde Coletiva. Trabalho de conclusão de curso (Graduação em Saúde Coletiva) – Instituto de Estudos em Saúde Coletiva, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2019.pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/9473-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectAtenção primária à saúdept_BR
dc.subjectGênero e saúdept_BR
dc.titleGênero e atenção primária à saúde: uma revisão crítica da literatura na Saúde Coletivapt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/5788713244924150pt_BR
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/5495044451855894pt_BR
dc.contributor.referee1Alzuguir, Fernanda de Carvalho Vecchi-
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/9295454708142194pt_BR
dc.contributor.referee2Ferreira, Jaqueline Teresinha-
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/4098277785291746pt_BR
dc.contributor.referee3Macêdo, Lucas Tramontano de-
dc.contributor.referee3Latteshttp://lattes.cnpq.br/2591837450799519pt_BR
dc.description.resumoApresenta uma revisão crítica da literatura acerca das abordagens de gênero no âmbito da Atenção Primária à Saúde no Brasil. Para tanto, realizou-se busca de artigos na base de dados SciELO com o cruzamento de palavras-chave remetentes à Gênero e Atenção Primária à Saúde, produzidos no campo da saúde coletiva/saúde pública durante o período de 2002 a agosto de 2018, tendo sido selecionados 59 trabalhos. Na análise dos textos foi identificada a perpetuação de estereótipos de gênero no cuidado à saúde, principalmente no que diz respeito à abordagem ao usuário do serviço de saúde. Conforme o material analisado, a assistência à saúde no âmbito primário mostra-se deficiente, à medida que seus profissionais não possuem capacitação para lidar com os atravessamentos de gênero na saúde. Embora nas pesquisas levantadas o gênero seja problematizado como categoria analítica, seus resultados apresentam discursos de profissionais e usuários dos serviços de saúde marcados por entendimentos rígidos sobre atributos baseados no binarismo do sexo biológico e, consequentemente, sem a consideração da construção social dos corpos. A articulação entre Gênero e Saúde é, particularmente, de grande importância para a Saúde Coletiva pelo fato deste campo se valer da imersão nas ciências sociais, com vistas a desenvolver um olhar muito mais aprofundado sobre as diferenças e desigualdades presentes na sociedade, que geram demandas em saúde que nem sempre são percebidas por outros profissionais com uma formação prioritariamente biomédica.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Estudos em Saúde Coletivapt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVApt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Saúde Coletiva

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LGRARAUJO.pdf341,17 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.