Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/9588
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorAlmeida, Luiz Henrique de-
dc.contributor.authorVarela, Amanda de Vasconcelos-
dc.date.accessioned2019-09-16T13:47:50Z-
dc.date.available2019-09-18T03:00:21Z-
dc.date.issued2017-09-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/9588-
dc.description.abstractNickel Alloy 718 has been used for decades in nuclear and aerospace industries due to its good combination of mechanical and oxidation resistance. However, approximately between 650 and 850ºC, a phenomenon referred to OAIC (Oxidation Assisted Intergranular Cracking) in the literature occurs and it embrittles the alloy, adding a limitation to its application. Despite the numerous studies on this topic, there is no consistent explanation regarding the mechanisms involved nor their dependency on thermodynamic variables or loading conditions. Because of this, we have characterized OAIC by hot tensile testing at different strain rates and scanning and transmission electron microscopies, with the alloy in the solutionized condition. In this study, the phenomenon had different onset temperatures for each deformation rate, indicated by intergranular cracks on the fractured surfaces, between 650 and 900ºC. Oxygen availability was considered, but it was not shown to be crucial to embrittlement. The results suggest that the decomposition of NbC and consequent Nb2O5 formation do not play a decisive role in the mechanism for failure nor agree with its kinetics. On the other hand, we found some evidence that the Nb segregation and dynamic precipitation of γ” on the grain boundaries, together with a stress triaxiality on the region, are associated with fast crack nucleation and propagation.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectEngenharia metalúrgica e de materiaispt_BR
dc.subjectInconel 718pt_BR
dc.subjectOxidaçãopt_BR
dc.titleFenômeno de fratura intergranular assistida por oxidação em superligas de níquel 718pt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.contributor.advisorCo1Rezende, Monica Costa-
dc.contributor.referee1Araújo, Leonardo Sales-
dc.contributor.referee2Pinto, André Luiz-
dc.description.resumoA superliga de níquel Inconel 718 tem sido usada por décadas nas indústrias aeroespacial e nuclear por sua boa combinação de resistência mecânica e resistência à oxidação. No entanto, entre aproximadamente 650 e 850ºC, ocorre o fenômeno identificado na literatura pela sigla OAIC (Oxidation Assisted Intergranular Cracking), que lhe confere um comportamento frágil e, portanto, estabelece um limite de temperatura à sua aplicação. Apesar do número de trabalhos disponíveis na literatura sobre o tema, não há explicação consistente sobre os mecanismos responsáveis pela sua ocorrência e a dependência destes com as variáveis termodinâmicas e as condições de carregamento. Por isso, o fenômeno foi caracterizado através de ensaios de tração a quente em diferentes taxas de deformação e por microscopia eletrônica de varredura e de transmissão, a partir do material na condição solubilizada. A faixa de temperatura de ocorrência do fenômeno, segundo a evidência da presença de trincas intergranulares nas superfícies de fratura, variou conforme a taxa aplicada, manifestando-se entre 650 e 900ºC. O efeito da disponibilidade de oxigênio foi observado e, embora necessária, não demonstrou ser determinante no efeito de fragilização. Os resultados indicam que a decomposição do NbC e a consequente formação de Nb2O5 não explicam plenamente o mecanismo para a fratura e nem corroboram a sua cinética. Por outro lado, a segregação de Nb e a precipitação dinâmica de γ” nos contornos, associados a um estado de tensões nessa região podem explicar a rápida nucleação e propagação de trincas.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenhariapt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Engenharia Metalúrgica e de Materiaispt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::ENGENHARIAS::ENGENHARIA DE MATERIAIS E METALURGICApt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Engenharia Metalúrgica e de Materiais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
875271.pdf5.83 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.