Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/1072
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: A construção da memória e identidade na fotografia Newborn
Autor(es)/Inventor(es): Carvalho, Mariana de Araújo
Orientador: Oliveira, Antonio José Barbosa de
Resumo: Reflexão sobre os usos da fotografia na construção identitária dos indivíduos da sociedade atual, mutável e ‘afetivamente dependente’ da produção da memória para a construção da sua identidade coletiva e, principalmente, pessoal e familiar. Utilizando, como ponto de partida para os estudos, a vertente da fotografia como fonte de informação e de fixação da memória, refletiu-se sobre os efeitos da mesma sobre o indivíduo, sendo ele um ser construidor da sua própria identidade, a partir do que o cerca. A fotografia se presta ao papel de trazer à memória momentos vividos, que não necessariamente são próprios de todos os indivíduos, mas funcionam como o legado de uma sociedade, retratando sua forma de vida e costumes, assim também como no meio familiar. Como forma de delimitar o estudo escolheu-se a fotografia de recém-nascidos, que apesar de recente no Brasil, vem se difundindo de maneira tal a se tornar algo cultural entre as famílias no país. Foram feitas análises breves sobre este material afim de ilustrar o conteúdo do trabalho.
Palavras-chave: Fotografia
Memória
Identidade social
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::CIENCIA DA INFORMACAO::BIBLIOTECONOMIA
Departamento: Faculdade de Administração e Ciências Contábeis
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: 19-Nov-2013
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/1072
Aparece nas coleções:Biblioteconomia e Gestão de Unidades de Informação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
MACarvalho.pdf937,74 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.