Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/1426
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: A internacionalização da moeda chinesa
Autor(es)/Inventor(es): Rangel, Amanda Freijanes
Orientador: Lima, Fernando Carlos G. de Cerqueira
Resumo: Os fatores para uma moeda se tornar internacional são: alto volume de comércio comparado com o comércio mundial, o mercado financeiro do país (que deve ser aberto, livre de controles e bem desenvolvido) e confiança no valor da moeda, ou seja, a moeda não pode perder valor com facilidade. A participação da China no comércio mundial vem crescendo ao longo dos anos, atingindo 10% do total em 2012. A inflação na China se mantém bem baixa no período recente. Entretanto, embora o volume de crédito seja elevado como proporção do PIB, o sistema financeiro chinês não é muito desenvolvido. Atitudes vêm sendo tomadas em prol de melhorar o sistema financeiro. Entretanto, estas ainda não foram eficazes em nível mundial. O uso de renminbi na liquidação de comércio fronteiriço entre a China e alguns de seus vizinhos vem aumentando. Uma vez que a China se engajou ativamente na cooperação regional financeira e econômica e garante estabilidade monetária e na taxa de câmbio, o renminbi pode se tornar a moeda dominante no comércio regional.
Palavras-chave: Política Monetária
China
Internacionalização da moeda
Moedas
Finanças internacionais
Mercado financeiro
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA
Departamento: Instituto de Economia
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: Mar-2014
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/1426
Aparece nas coleções:Ciências Econômicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
AFRangel.pdf185,89 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.