Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/1819
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: A criação do Banco Central do Brasil
Autor(es)/Inventor(es): Serqueira, Laura
Orientador: Earp, Fabio de Silos Sa
Resumo: Esse texto procura expressar o relacionamento causal e histórico entre a criação do Sistema de Bretton Woods e a necessidade brasileira de criação da Superintendência de Moeda e Crédito – SUMOC, em 1945, que foi o embrião da futura criação do Banco Central do Brasil, em 1964, praticamente 20 anos decorridos. Estruturado o sistema econômico mundial no pós-guerra, sob a égide e dominação dos Estados Unidos, e sob a hegemonia do dólar, as nações periféricas, como o Brasil, procuraram se adaptar ás injunções dessa hegemonia e ao predomínio ideológico do neoliberalismo. Sob o olhar conflitivo das classes dominantes, nosso Banco Central foi fruto do debate intenso de intelectuais, produtores dos setores agroexportadores e industriais, além das próprias autoridades das agências estatais envolvidas, tais como o Tesouro Nacional, o Banco do Brasil e a própria SUMOC, traduzindo o caráter híbrido, ora independente, ora subordinado, da criação de nosso Banco Centra
Palavras-chave: Banco Central do Brasil
Sistema de Bretton Woods
Superintendência de Moeda e Crédito
Neoliberalismo
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA
Departamento: Instituto de Economia
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: Dez-2011
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/1819
Aparece nas coleções:Ciências Econômicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
LSerqueira.pdf334,43 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.