Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/1905
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: O pensamento estruturalista e o desenvolvimento econômico brasileiro recente
Autor(es)/Inventor(es): Lima, Rodrigo Fernandes de
Orientador: Gentil, Denise Lobato
Resumo: Identifica os principais limites estruturais que persistem na economia brasileira no período 1994-2011. Recuperando e assumindo as contribuições propostas pelo Pensamento Clássico da Cepal em termos de metodologia de análise, observa-se o movimento dos preços-chave da economia nacional - juros, câmbio e nível geral de preços - na determinação da Inserção Internacional, nas Condições Estruturais Internas e, ainda, nas Possibilidade de Ação Estatal. Através desses três aspectos pode se reconhecer se os limites estruturais apontados pelo Pensamento Clássico da Cepal foram superados ou reforçados na atual conjuntura da economia brasileira.
Palavras-chave: Pensamento clássico da Cepal
Estruturalismo
Economia brasileira
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA
Departamento: Instituto de Economia
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: Ago-2012
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/1905
Aparece nas coleções:Ciências Econômicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
RFLima.pdf911,24 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.