Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/2008
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: Políticas não monetárias de controle da inflação: uma análise da economia brasileira na década de 2000
Autor(es)/Inventor(es): Acar, Tatiana
Orientador: Gentil, Denise Lobato
Resumo: Confronta o debate entre inflação de demanda e inflação de oferta, com alternativas pós-keynesianas para o controle dos preços. Além disso, evidencia os tipos de inflação vivenciados pelo Brasil na década de 2000, e os custos da atual política de controle inflacionário. Conclui-se que o núcleo da inflação no Brasil é essencialmente de custos, pelo lado da oferta, e não de demanda, e que os preços são controlados pelo Banco Central via taxa de juros, indiretamente utilizando-se taxa de câmbio valorizada, que exerce um papel estabilizador na inflação.
Palavras-chave: Teoria keynesiana
Inflação
Economia brasileira
Controle de preços
Taxas de juros
Taxa de câmbio
Moeda
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA
Departamento: Instituto de Economia
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: Abr-2013
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/2008
Aparece nas coleções:Ciências Econômicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TAcar.pdf202,63 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.