Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/2346
Tipo: Tese
Título: Sensacionalismo e credibilidade: a primeira página de quatro jornais cariocas: Jornal do Brasil, O Globo, O Dia, e Povo do Rio
Autor(es)/Inventor(es): Bondim, Renata Gérard
Orientador: Pinto, Milton José
Resumo: Comparação das primeiras páginas (PP) de quatro jornais do Rio de Janeiro - Jornal do Brasil. O Globo, O Dia e o Povo do Rio -, com o intuito de reconhecer o modo discursivo peculiar a cada diário em sua relação com o respectivo público-alvo,demonstrou, por um lado, a produtividade da análise dos discursos como instrumento de análise e interpretação dos discursos da mídia impressa, e, por outro, uma tendência a se desfazer a clássica distinção entre jornais de qualidade e jornais populares pela utilização de determinadas estratégias discursiva, seja no âmbito da produção textual linguística, seja no da imagem. O universo de concorrência de que fazem parte esses diários é movimentado sobretudo pelo marketing, fator determinante na escolha dos dispositivos enunciativos com que cada jornal 'in-forma' as notícias, a fim de tanto garantir a fidelidade de sua recepção, quanto de aumentar sua participação no mercado da mídia. A concorrência entre os jornais e entre estes e a televisão vem aumentando a tendência, no jornalismo impresso considerado 'de credibilidade', de assimilar estratégias discursivas peculiares à chamada imprensa 'sensacionalista'. Essas estratégias além de materializarem, nos enunciados linguísticos e nas imagens, as relações entre a prática discursiva da imprensa diária e a prática social de que esta se origina, desvelam, sobretudo nos textos da editoria de polícia relativos ao universo do narcotráfico, a vivência de segmentos sociais, a cujo universo referencial não costuma ser dada visibilidade nos jornais considerados de qualidade. A complexidade de mercado em que se insere a mídia impressa determina que a PP dos jornais exerça atração sobre o leitor e seja 'vendável', o que, contraditoriamente, contribui para a constituição de um mercado linguístico-discursivo, em que, não só a hegemonia de uma determinada representação da realidade vai se impondo e sendo reproduzida, mas também vão se constituindo as condições para a construção de discursos contra-hegemônicos. Essa interpretação parte do pressuposto de que nos discursas estão inscritos os traços e os efeitos de problemas reais, de crise ou de mudanças qualitativas no nível da base econômica, hem como de complexos processos de transfomaç6es, no campo das relações de força da sociedade, e na mídia em particular.
Resumo : La comparaison entre les premières pages (PP) de quatre quotidiens de Rio de Janeiro - Jormal do Brasil, O Globo, O Dia et Povo do Rio - cherchant à faire connaitre le discouss que chaque journal utilise pour communiquer avec son lectorat a montré, d'un côte, Ia pertinente de l'analyse du discours en tant qu'outil d'étude et d'interpretation des discours dans la presse écrite et, d'un autre côte, la tendance à effacer Ia distinction courante entre presse de qualité et presse popuIaire par I'introduction, dans Ia production textuelle linguistique ou iconographique, de stratégies diseutsives donnkes. L'univers compétitif auquel appartjennent ces quotidiens est mené par Ia politique marketing qui determine le choix de la presentation des nouvelles à travers laquelle chaque journal "in-forme", tant dans le but de fidéliser son lectorat que dans celui d'augnaenter son importante dans le marché mediatique. La competition au sein de ta presse écrite et entre celIe-ci et la télévision ne fait que favoriser, dans la presse dite sérieuse, l'adoption de stratégies discursives appartenant à Ia presse à scandale. Ces stratégies non seulernent font ressortir, dans les énonçés linguistiques et iconographiques, les relations entre le discours de Ia presse quotidienne et la pratique sociale dont il découle, mais encore dévoilent, surtout dans Ies faits divers liés au narcottafic, le mode de vie de ceux que les journaux de qualifé ignorent: les exclus en tout genre. Le marché complexe dans leque1 évolue la presse fait que la PP des quotidiens, en attirant le lecteur, favorise leur vente, ce qui paradoxalement contribue a ta fomation d'un marche linguistique discursif où peu à peu s'impose et se reproduit une certaine représentation de la réalité, et où devient possible Ia construction d'un discours contre l'hégérnonie presente. Cette interprétation vient du fait que dans Ies discours se trouvent Ies traces et les effets des vrais problèrnes, des crises ou des changernents d'origine économique, ainsi que des processus de trãnsformation dans les rapportç de force au sein de la soçcété, et dans les média en particulier.
Palavras-chave: Jornalismo sensacionalista
Análise do discurso
O Globo (jornal)
O Dia (jornal)
Povo do Rio (jornal)
Jornal do Brasil (jornal)
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO::JORNALISMO E EDITORACAO::TEORIA E ETICA DO JORNALISMO
Programa: Programa de Pós-Graduação em Comunicação
Departamento: Escola de Comunicação
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: Ago-2001
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Citação: BONDIM, Renata Gérard. Sensacionalismo e credibilidade: a primeira página de quatro jornais cariocas: Jornal do Brasil, O Globo, O Dia, e Povo do Rio. 2 v. 2001. Tese (Doutorado em Comunicação) - Escola de Comunicação, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2001.
URI: http://hdl.handle.net/11422/2346
Aparece nas coleções:Comunicação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
532467_v1.pdfv. 137,55 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
532467_v2.pdfv. 236,57 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.