Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/273
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: Meio ambiente e reciclagem em produções audiovisuais: uma análise de documentários nacionais sobre o lixo e os catadores de produtos recicláveis
Autor(es)/Inventor(es): Vasconcelos, Déborah S. de
Orientador: Lissovsky, Maurício
Resumo: O presente trabalho se propõe a analisar como se apresentam os conceitos relacionados ao meio ambiente em produções audiovisuais, tendo em vista a crescente importância que o tema assume nas últimas décadas com a difusão do conceito de sustentabilidade (após a RIO-92) e sua presença constante na agenda de governos, mídia e sociedade civil como um todo. São analisados, de forma qualitativa e comparativa, documentários brasileiros produzidos entre 1992 e 2002 que abordam a questão dos resíduos sólidos – lixo – e da reciclagem, tendo como personagens centrais catadores de lixo/materiais recicláveis: “Boca de Lixo” (Eduardo Coutinho, 1992); “Estamira” (Marcos Prado, 2006); “À Margem do Lixo” (Evaldo Mocarzel, 2008); e “Lixo Extraordinário” (Lucy Walker, Karen Harley e João Jardim, 2010). São observados aspectos que envolvem os catadores com seus discursos e atitudes diante a câmera; a direção com suas estratégias narrativas e justificativas para realização do filme; e os processos de humanização dos personagens, produzidos com foco no espectador. A escolha de produções no decorrer de um tempo determinado permite identificar as alterações e permanências em relação aos temas. É observado que ao longo do período da análise há a incorporação por parte dos catadores do discurso ambiental oficial, que dá prioridade para o aspecto técnico na resolução do problema ambiental, em esmo demonstrando um pensamento ambiental e criticando o desperdício, eles têm o foco na reciclagem como solução do problema, uma vez que é disso que vivem. Ao mesmo tempo, estes trabalhadores passam a ter maior consciência do papel que exercem na cadeia da reciclagem e da exploração que sofrem, sentindo-se a vontade para criticar a sociedade e o poder público, e enxergando possibilidade de melhorias e mudanças. Este grupo, classificado como “refugo humano” dentro da sociedade e dos quais ela se distancia, é trazido para próximo do espectador pelos documentários analisados. Os diretores utilizam estratégias narrativas que humanizam os personagens, lhes dando voz e indicando que eles não se confundem com o lixo.
Palavras-chave: Cinema
Documentário
Meio ambiente
Catadores
Reciclagem
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO::RADIO E TELEVISAO
Departamento: Escola de Comunicação
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: 16-Jul-2013
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Citação: VASCONCELOS, Déborah S. de. Meio ambiente e reciclagem em produções audiovisuais: uma nálise de documentários nacionais sobre o lixo e os catadores de produtos recicláveis. 2013. 83f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação – Habilitação em Radialismo) – Escola de Comunicação, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2013.
URI: http://hdl.handle.net/11422/273
Aparece nas coleções:Comunicação - Radialismo

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DVasconcelos.pdf500,64 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.