Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/2890
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: Avaliação: construção ou julgamento no cotidiano escolar?
Autor(es)/Inventor(es): Silva, Sandro Araújo da
Orientador: Moreira, Lígia de Farias
Resumo: Esta pesquisa se fundamenta nos princípios de uma avaliação que voltada para a emancipação do aluno, em todos os seus sentidos; que passe a questionar a avaliação tradicional, para dar espaço a uma avaliação que vise o progresso do educando, para que futuramente venha a se tornar um cidadão crítico, democrático e autônomo. Para a coleta de dados, utilizamos dois questionários: um questionário que continha quatro questões, para o professor, referentes a avaliação da aprendizagem e um outro, para o aluno, que continha oito questões referentes a avaliação da aprendizagem. Nos resultados observamos que a avaliação usada de uma forma diagnóstica, ou seja, deixar de fazer um julgamento da aprendizagem do aluno, para servir como momento capaz de revelar o que o mesmo já sabe, os caminhos que percorreu para alcançar o conhecimento demonstrado, seu processo de construção de conhecimento, podendo potencializar, revelar suas possibilidades de avanços e suas necessidades para que as supere. A avaliação neste sentido propicia um momento de mudança, avanço, progresso, enfim aprendizagem. Ela é processual, contínua, participativa, diagnóstica e investigativa.
Palavras-chave: Avaliação da aprendisagem
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::FISICA::FISICA GERAL
Departamento: Instituto de Física
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: Fev-2005
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/2890
Aparece nas coleções:Física

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
SASilva.pdf2,05 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.