Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/3020
Tipo: Dissertação
Título: Estudos sobre a biologia de flebótomos, vetores de Leishmanioses - Lutzomyia intermedia Lutz & Neiva, 1912 e Lutzomyia longipalpis Lutz & Neiva, 1912 - em condições experimentais
Autor(es)/Inventor(es): Rangel, Elizabeth Ferreira
Orientador: Deane, Leônidas de Mello
Resumo: Objetivando ampliar o conhecimento da biologia de flebótomos em cativeiro, que propicie condições para mantê-los regularmente, estabelecemos colônias autônomas de Lutzomyia intermedia e de Lutzomyia longipalpis, vetores de leishmanioses no Estado do Rio de Janeiro, apresentando aqui dados referentes às observações sobre as quatro primeiras gerações de cada espécie. Introduzimos algumas modificações nas técnicas conhecidas de criação, e avaliamos as condições ambientais mais adequadas. Estudamos, em cada geração: sobrevivência das fêmeas à primeira postura, sua realimentação e posturas subsequentes; duração e sobrevida de cada fase evolutiva; aspectos da alimentação de larvas e de adultos; influência de fatores ambientais (temperatura, umidade, luminosidade) no comportamento das espécies; longevidade e resistência das fêmeas ao jejum de sangue; tolerância das fases imaturas à imersão na água e à temperatura baixa. A duração do ciclo evolutivo de ambas espécies foi semelhante. Ambas sobrevivem à oviposição e se realimentam; desenvolvem-se melhor quando alimentadas em hamster que em homem, cão ou pinto e a prévia alimentação com solução açucarada não foi imprescindível ao hematofagismo. As fases imaturas de ambas espécies resistem à imersão na água por até 1 hora, e à baixa temperatura de 5 ºC por até 6 horas. A maior mortalidade ocorreu entre ovos e larvas dos dois primeiros estádios e a menor entre as pupas.
Resumo : To improve our knowledge on the breeding and bchaviour of sandflies in captivity, we established closed colonies of Lutzomyia intermedia and L. longipalpis, vectors of leishmaniases in the state of Rio de Janeiro. Data are here presented on the first four generations of each species. Besides the introduction of some alterations in the known breeding techniques, the following observations were carried out: the survival and feeding capacity of females after the first oviposition; duration and survival rate in each immature stage of development – egg, larva and pupa; food preference of larvae and adults; influence of environmental factors – temperature, humility and light intensity – on the behaviour of each species; life span and tolerance of females to the absence of blood meal; resistance of immature stages to low ternperature and to immersion in water. The l ife span of the two species was similar; both survived the first oviposition and were able to feed again on blood; both developed better when the females fed on hamster than on man, dog or bird; previous feeding on sugar was not necessary to induce a blood meal. The immature stages of both species resisted to immersion in water for up to 1 hour and to low ternperature (5ºc) for 1 to 6 hours. Mortality was greater in the egg and first larval stages (I and II) and lowest in the pupal stage.
Palavras-chave: Flebótomos
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ZOOLOGIA::ZOOLOGIA APLICADA::UTILIZACAO DOS ANIMAIS
Programa: Programa de Pós-Graduação em Zoologia
Departamento: Museu Nacional
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: 1985
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/3020
Aparece nas coleções:Zoologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
200888.pdf18,4 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.