Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/3200
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: Questões de gênero na educação infantil: ser menino e ser menina nas interações e brincadeiras das crianças em uma turma no Colégio Pedro II – Realengo
Autor(es)/Inventor(es): Simões, Andressa Barbosa da Cunha
Orientador: Guimarães, Daniela de Oliveira
Resumo: Aponta ligações entre estudos sobre Gênero e Educação Infantil. A pesquisa investiga as relações de Gênero entre crianças de cinco a seis anos de idade que frequentam uma turma de Educação Infantil de uma tradicional instituição de ensino público federal do Rio de Janeiro, o Colégio Pedro II. O objetivo central constituiu-se em perceber como as crianças vão construindo as identidades e os papéis de Gênero nas relações que estabelecem com seus pares e os adultos mais próximos nos espaços educacionais. Considerando que as interações estabelecidas pelas crianças fazem parte de um conjunto de experiências objetivas e também subjetivas que vão criando as suas identidades, bem como os papéis sociais de Gênero pré-determinados, o trabalho buscou refletir sobre essas relações estabelecidas na interação e brincadeiras das crianças. Para está análise, a pesquisa baseia-se no estudo de autores como: Louro (1997, 2002, 2003), Finco (2003, 2004 e 2011) Kramer (2011), entre outros estudiosos nesses temas, para definições sobre Gênero, Educação Infantil e para que seja possível estabelecer relação entre ambos. A metodologia da pesquisa possui inspiração etnográfica, pois para realizá-la convivi de perto com as crianças, que são os principais sujeitos deste trabalho, para que assim fosse possível aproximar as interpretações elaboradas no estudo de campo com os sentidos que as próprias crianças produzem sobre as situações, e para isso foi preciso ouvi-las. Para este estudo foram realizadas observações de brincadeiras, desenhos e conversa com as crianças, registros em caderno de campo e fotos de momentos distintos da rotina da turma. Tomando por base os dados colhidos no decorrer dos meses em campo, se mostrou notório que mesmo entre as crianças os papéis de Gênero estão muito próximos dos papéis vividos pelos adultos que convivem no mesmo contexto cultural, e as identidades de gênero são experimentadas em diversos momentos de interação entre as crianças da Educação Infantil.
Palavras-chave: Educação infantil
Identidade de gênero
Brincadeiras
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO::TOPICOS ESPECIFICOS DE EDUCACAO
Departamento: Faculdade de Educação
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: 2016
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Citação: SIMÕES, Andressa Barbosa da Cunha. Questões de Gênero na Educação Infantil: ser menino e ser menina nas interações e brincadeiras das crianças em uma turma no Colégio Pedro II – Realengo. 2016. 39 f. Trabalho de conclusão de curso (Graduação em Pedagogia) - Faculdade de Educação, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2016.
URI: http://hdl.handle.net/11422/3200
Aparece nas coleções:Pedagogia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ABCSimões.pdf930,79 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.