Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/3496
Tipo: Dissertação
Título: Biologia reprodutiva de Formicivora erythronotos (Aves : Thamnophilidae)
Título(s) alternativo(s): Reproductive biology of Formicivora erythronotos (Birds: Thamnophilidae)
Autor(es)/Inventor(es): Mendonça , Elmiro de Carvalho
Orientador: Nessimian , Jorge Luiz
Resumo: A biologia reprodutiva de Formicivora erythronotos (Thamnophilidae), espécie ameaçada e endêmica do sudoeste do Estado do Rio de Janeiro, foi estudada em Angra dos Reis e Paraty, entre julho de 1997 e dezembro de 1999. Nada era conhecido sobre sua biologia reprodutiva antes deste estudo. Um total de 31 ninhos foi encontrado. A maioria deles estava posicionada à beira de trilhas e estradas, com circulação frequente de pessoas. O ninho é um pequeno cesto preso a ramos de plantas herbáceas e posicionado próximo ao chão. Ele é composto basicamente de uma fibra vermelha não identificada e pequenas raízes. A postura, que se dá em dias alternados, é de um (raramente) ou dois ovos brancacentos com máculas marrons concentradas principalmente no polo rombo. O monitoramento intensivo de alguns ninhos, totalizando cerca de 337 horas, permitiu determinar os papeis sexuais na reprodução da espécie. Cortejo nupcial, que consiste na oferta de alimento à fêmea pelo companheiro, precedeu a postura dos ovos. A divisão básica dos cuidados no ninho em F. erythronotos concorda com o padrão básico observado na família. Ambos os sexos participam na construção do ninho, alimentação dos ninhegos, incubação e choco diurnos, sendo a contribuição do macho ligeiramente superior nessas três últimas atividades. A incubação e choco noturnos são responsabilidade exclusiva da fêmea. Fora do ninho, cada filhote fica sob os cuidados exclusivos de um dos pais. A duração média das sessões de incubação em F erythronotos é bem inferior à de outras espécies de tamnofilídeos, enquanto a taxa de alimentação dos ninhegos exibe o padrão inverso. Diferenças na exposição do ninho à predação e nas estratégias de forrageio são sugeridas para explicar essas disparidades. O período de incubação e de ninhego é de cerca de 14 dias e 10 dias, respectivamente...
Resumo : The breeding biology of the Black-hooded Antwren Formicivora erythronotos (Aves: Passeriformes: Thamnophilidae), an endangered species which is endemic to southwestern Rio de Janeiro State, was studied from July 1997 to December 1999 at Angra dos Reis and Paraty. Nothing was known on its breeding biology before. Most of the 31 nests found were placed by the side of trails and roads that were frequently used by people. The species' nest is a small cup made basically of an unidentified reddish fiber and rootlets, and is attached to twigs of herbaceous plants close to the ground. Clutch size is two (rarely one) eggs. These are whitish with brown markings, concentrated at the large end, and are laid on altemate days. An intensive monitoring of some nests, totaling about observation 337 hours, allowed that sexual roles on the species' breeding biology were known. Egg laying was preceded by a nuptial display, in which males offered food to their mates. As in other species of the family, male and female Black-hooded Antwrens build the nest, and also take turns incubating the eggs, and brooding and feeding the young. Male's contribution is slightly greater in the latter three activities, and female alone takes charge of nocturnal incubation and brooding. Each parent takes care exclusively of one fledgling. The average duration of incubation sessions in this species is much smaller than in other species in the family, while the feeding rate of the young was much greater. These differences may be related to different nest exposure to predation as well as to foraging strategies. Incubation lasts 14 days and nestlings stay 10 days in the nest...
Palavras-chave: Formicivora erythronotos
Thamnophilidae
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ZOOLOGIA
Programa: Pós-Graduação em Zoologia
Departamento: Museu Nacional
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: 12-Jan-2001
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/3496
Aparece nas coleções:Zoologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
493365.pdf15,61 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.