Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/3565
Tipo: Tese
Título: Relações filogenéticas na família Balanidae (Leach, 1917) sensu Newman & Ross, 1976 (Crustacea, Cirripedia)
Título(s) alternativo(s): Phylogenetic relationships in the Balanidae family (Leach, 1917) sensu Newman & Ross, 1976 (Crustacea, Cirripedia)
Autor(es)/Inventor(es): Pitombo , Fabio Bettini
Orientador: Young , Paulo Secchin
Resumo: A família Balanidae desde a sua descrição inicial sofreu muitas modificações e reduções até formar a proposta taxonômica atualmente aceita. Entretanto sua monofilia e relacionamento filogenético tanto nos táxons internos como entre as outras famílias de Balanomorpha ainda não foi estabelecido. Este estudo teve como objetivos avaliar a monofilia da família, além dos seus dos gêneros e grupos taxonômicos e estabelecer uma proposta de relacionamento de Balanidae com os outros táxons de Balanomorpha. Trinta e três táxons de Balanidae, 9 de Archaeobalanidae, e de Pyrgomatidae e 2 de Balanomorphoidea foram analisados. 70 caracteres foram obtidos a partir de características anatômicas da testa, placas articulares, apêndices bucais e cirros. A análise de parcimônia foi obtida através do programa "PAUP" utilizando a parcimônia de Fitch como critério de otimização. Foram obtidas 252 árvores com 125 passos ( ci = O, 728; ri= 0,87). A árvore de consenso estrito demonstrou alguns padrões: Pyrgomatidae foi considerado como grupo irmão de Balanidae; o gênero Balanus apareceu em diferentes clados sendo considerado polifilético; Striatobalanus formou um grupo monofilético junto com Concavinae e Megabalaninae; o grupo "Balanus amphitrite" (sensu Newman & Ross, 1976), Tetrabalanus e Fistulobalanus formaram um clado monofilético. Propostas de evolução e novas interpretações de homologia, foram fornecidos baseado na otimização dos caracteres.
Resumo : Since the time of its proposal, the Balanidae has suffered many modifications. It has been reduced and rearranged until it attained its current status. However, its monophyly and relationship have not been phylogenetically examined and the relationships of Balanidae to other groups of Balanoidea have not been established yet. This study was directed to analyze the monophyly of the family and the groups within it. Thirty-three taxa of Balanidae, 9 of Archaeobalanidae, 3 of Pyrgomatidae and 2 of Balanomorphoidea were used in the analysis. Anatomical aspects of soft and hard parts provided 70 characters. The hypothesis of relationship were obtained through PAUP, software packages using Fitch parsimony as the optimization criterion.As a result, 252 trees with 125 steps (ci = 0.728; ri= 0.87) were obtained. The strict consensus tree showed that Pyrgomatidae is the sister group of Balanidae. The genus Balanus appears in different clades and therefore it is non-monophyletic. Striatobalanus appears within Balanidae close to the clade formed by Megabalaninae and Concaviinae. The "Balanus amphitrite" group (sensu Newman, 1976) with Tetrabalanus and Fistulobalanus form a monophyletic group. Some proposals of character evolution and new homology interpretation were made, based on the character-state optimization.
Palavras-chave: Balanídeos
Cirrípedes
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ZOOLOGIA
Programa: Pós-Graduação em Zoologia
Departamento: Museu Nacional
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: 28-Jul-2000
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/3565
Aparece nas coleções:Zoologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
493391.PDF19,27 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.