Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/707
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: Um estudo sobre a desigualdade no Brasil sob a visão de Thomas Piketty
Autor(es)/Inventor(es): Vitagliano, Rômulo Vittorio Benito
Orientador: Earp, Fábio de Silos Sá
Resumo: Este trabalho tem por objetivo comparar dados brasileiros sobre desigualdade econômica com os resultados do estudo de Thomas Piketty – sobre a evolução da concentração de renda e riqueza nos países desenvolvidos – publicado recentemente em “O capital no século XXI”. Primeiramente, apresenta-se o trabalho de Piketty no capítulo 1, procurando-se abordar de forma objetiva a dinâmica de longo prazo do processo de concentração da renda e da riqueza. A seguir, na primeira seção do capítulo 2, apresenta-se dados acerca da evolução da distribuição da renda e da riqueza no Brasil a partir de estudos com base em pesquisas domiciliares e em dados tributários. Em seguida, são apresentados estudos sobre as principais características da carga tributária brasileira, procurando-se expor seus impactos sobre a distribuição da renda e riqueza. Por fim, compara-se os dados sobre a evolução da desigualdade no Brasil – mais especificamente após 1960, quando surgem as primeiras pesquisas bem fundamentadas sobre a concentração da renda – com o estudo apresentado no primeiro capítulo.
Palavras-chave: Distribuição de renda
Riqueza
Desigualdade econômica
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA
Departamento: Instituto de Economia
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: Mar-2015
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/707
Aparece nas coleções:Ciências Econômicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Monografia - Rômulo Vitagliano.pdf2,64 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.