Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/825
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: O conflito israelo-palestino na mídia e a rede social como fonte de informação alternativa
Autor(es)/Inventor(es): Tamara, Stern
Orientador: Nolasco, Sócrates Alvares
Resumo: A informação veiculada pela mídia tradicional obedece a linhas editoriais estipuladas pelas empresas que a controlam, por isso a maioria das matérias acaba se rendendo a uma polarização ideológica. Ao tratar de um assunto complexo como o conflito Israelo-Palestino, aborda-se o tema de maneira superficial e panfletária gerando na mente do público, imagens prontas e estereotipadas de cada aspecto do conflito. Muitas vezes estas representações são questionadas por parte do público que começa a manter uma distância crítica com relação a elas. Como os veículos de comunicação de massa não permitem uma interatividade, as novas tecnologias digitais entram em cena para possibilitar a esta parcela do público uma oportunidade de atuação a respeito de questões que julga pertinente. O objetivo deste trabalho é analisar a repercussão do conflito entre o Estado de Israel e os palestinos na mídia e no Facebook, caracterizando a rede social como uma fonte de informação alternativa. Primeiro é realizada uma revisão histórica acerca do conflito para que se entenda sua origem e desenvolvimento até os dias atuais. Segundo, é analisado o comportamento da mídia no que concerne a sua forma de divulgação de informação e qual a relação com o papel exercido pelos usuários online. Terceiro e último, é mostrada como a rede social é utilizada para repercutir o conflito e com quais objetivos. O resultado é uma abordagem da história e de problemas diferente da que se encontra nas mídias tradicionais. Ocorre uma reconfiguração do jornalismo a partir do processo de framing de conversações junto com a mídia tradicional, mostrando informações e detalhes alternativos a respeito dos acontecimentos na guerra. O usuário aparece como cidadão-repórter realizando suas denúncias numa espécie de exigência de prestação de contas, e as redes sociais como meios de contestação, livres da censura das corporações.
Palavras-chave: Conflito
Jornalismo
Mídia eletrônica
Globalização
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO::RELACOES PUBLICAS E PROPAGANDA
Departamento: Escola de Comunicação
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: 6-Jul-2015
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Citação: STERN, Tamara. O conflito israelo-palestino na mídia e a rede social como fonte de informação alternativa. 2015. 64 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação - Habilitação em Publicidade e Propaganda) - Escola de Comunicação, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2015.
URI: http://hdl.handle.net/11422/825
Aparece nas coleções:Comunicação - Publicidade

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TSTERN.pdf1,57 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.