Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/10129
Type: Dissertação
Title: Com quantos paus se faz uma canoa: um estudo da canoa caiçara
Author(s)/Inventor(s): Verschleisser, Roberto
Advisor: Ribeiro, Berta Gleizer
Abstract: A canoa monóxila, veículo considerado ideal e insubstituível para a pesca artesanal, tem sua existência ameaçada, nos dias que correm, por vários fatores, dentro os quais se destacam: 1) a interrupção na transmissão do conhecimento técnico dos processos de fabricação feitos, exclusivamente por via oral, sem nenhuma documentação; 2) o desinteresse dos herdeiros em continuar uma atividade que, não sendo periódica, não é muito lucrativa; 3) a gradual escassez, e consequentemente encarecimento, das toras de madeira linheira, de grandes dimensões. As comunidades que vivem da pesca artesanal estão, em grande parte, alheias ao perigo que paira sobre sua autonomia com a invasão de tecnologias estranhas ao seu meio. Para afastar o risco de desequilíbrio e conseguente perda de valores culturais próprios, torna-se necessário, registrar as técnicas de manufatura destas embarcações que são tradicionalmente do pleno domínio dos artesãos carpinteiros navais. O presente trabalho faz um registro através de uma pesquisa de campo realizada junto a alguns construtores levantando todo o processo de fabricação e preservação de canoas monóxilas, objetivando a geração de um documento, a ser devolvido a estas comunidades para que se beneficiem dos conhecimentos nele inserido. Juntamente com estes registros gráficos seguem propostas de soluções para viabilizar a continuidade econômica, não predatória, da construção destas embarcações.
Abstract: The simple dugout canoe considered, by far, the best vehicle for fishing, is doomed to desapear in a very short time because of three main factors: 1) the interruotion, in the oral transmition system, of the manufacturing process; 2) the lack of interest, by part of the possible helrs of this knowledg, due to the little profit it brings; 3) the expensiveness and difficulty to obtain an adequated log to build a canoe. The communities that live on artisanal fishing are largely unaware of the danger that hovers over their autonomy with the invasion of technologies alien to their environment. In order to eliminate the risk of imbalance and consequent loss of their own cultural values, it is necessary to record the manufacturing techniques of these vessels that are traditionally under the full control of naval carpenter craftsmen. The present work makes a record through a field research carried out with some builders raising the whole process of manufacture and preservation of monoxyl canoes, aiming the generation of a document, to be returned to these communities to benefit from the knowledge inserted in it. . Along with these graphic records are proposed solutions to enable the non-predatory economic continuity of the construction of these vessels.
Keywords: Cultura material
Desenho industrial
Artesanato
Madeira
Construção naval
Subject CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::ARTES
Program: Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais
Department : Escola de Belas Artes
Publisher: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Issue Date: Jul-1990
Publisher country: Brasil
Language: por
Right access: Acesso Aberto
Appears in Collections:Artes Visuais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
415889.pdf10,54 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.