Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/10789
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorCorrea, Claudia Franco-
dc.contributor.authorGuerra, Beatriz de Souza-
dc.date.accessioned2019-12-05T15:18:35Z-
dc.date.available2019-12-07T03:00:18Z-
dc.date.issued2017-07-
dc.identifier.citationGUERRA, Beatriz de Souza. A utilização do exame de DNA e da contraprova nas demandas investigatórias de paternidade. 2017. 62 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Direito) - Faculdade Nacional de Direito, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2017.pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/10789-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectExame de DNApt_BR
dc.subjectContra Provapt_BR
dc.subjectInvestigação de Paternidadept_BR
dc.subjectDNA examinationpt_BR
dc.subjectAgainst Proofpt_BR
dc.subjectPaternity Investigationpt_BR
dc.titleA utilização do exame de DNA e da contraprova nas demandas investigatórias de paternidadept_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/6184818136194219pt_BR
dc.description.resumoO presente trabalho de monografia tem como objetivo fazer uma crítica à confiabilidade que é imputada ao exame de DNA, que vem sendo cada vez mais utilizado em processos de investigação de paternidade. Expõe-se o questionamento quanto a sacralização dessa prova pericial em prol da análise de todo lastro probatório. Trata-se de pesquisa sobre valoração dada à esse tipo de análise laboratorial e suas possíveis falhas, sem descartar as hipóteses de fraude. Nesse contexto, para uma melhor percepção é apresentado de início breve estudo sobre a evolução histórica da utilização do exame de DNA, bem como a natureza dos exames nas ações de investigação de paternidade. Após, destaca-se os principais meios de prova cabíveis nessa ação e como funciona a utilização do exame no Brasil. Por fim, expõe-se aqui as hipóteses de falibilidade e a necessidade da contraprova em processos dessa natureza. O objeto do trabalho foi baseado nas etapas do estudo em DNA, quando no papel de prova científica em ações que procuram se certificar da existência ou não de vínculo biológico. Dessa forma, a atividade no Brasil, quando comparada com a dos demais países, onde há um cuidado específico para o assunto, constata-se que tal lacuna da lei brasileira torna a prática desta análise laboratorial muito mais suscetível a erros. Evidencia-se, portanto, que o enaltecimento concedido à análise em DNA leva seu conceito de irrefutável e inquestionável. Desse modo não é levado em conta o fato de ser esta uma atividade humana suscetível a erros. Esse "misticismo" gerado em torno da análise em DNA dificulta um entendimento mais condizente com a realidade.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentFaculdade Nacional de Direitopt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::DIREITO::DIREITO PRIVADO::DIREITO CIVILpt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Direito

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
BSGuerra.pdf592,3 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.