Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/12329
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorZago, Camila Avosani-
dc.contributor.authorLouzada, Tatiane Teixeira-
dc.date.accessioned2020-05-29T22:00:22Z-
dc.date.available2020-05-31T03:00:20Z-
dc.date.issued2019-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/12329-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectAlimentos perecíveispt_BR
dc.subjectCanais de distribuiçãopt_BR
dc.subjectPrevenção de perdaspt_BR
dc.subjectFrutas, Legumes e Verduras (FLV)pt_BR
dc.titleUm estudo sobre as perdas de alimento numa distribuidora brasileira de frutas, legumes e verduras - FLVpt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/6726568187545538pt_BR
dc.description.resumoA perda de alimentos é um problema no mundo todo, pois significa um grande desperdício de recursos naturais, enquanto que no âmbito empresarial ela também caracteriza redução de lucro e ineficiência do sistema operacional. A gestão das Frutas, Legumes e Verduras (FLV) representa uma preocupação para as organizações uma vez que, além de sofrerem com o processo de deteriorização mais rápido que outros produtos perecíveis, diversas variáveis influenciam no seu tempo de vida útil. A dificuldade de administrar esses produtos é refletida nas pesquisas, as quais apontam que grande parte da perda pós-colheita dessas mercadorias ocorre nas centrais de abastecimento e comercialização. Nesse sentido, a fim de equalizar sustentabilidade e rentabilidade nas empresas, o objetivo deste trabalho foi realizar um estudo sobre as principais causas de perdas de FLV no comércio, buscando identificar as principais ações que podem ser realizadas para reduzir seu volume. Para tanto, foi realizado um estudo de caso qualitativo em uma atacadista, localizada no município do Rio de Janeiro – RJ – Brasil. A pesquisa bibliográfica e o acompanhamento pessoal dos processos internos foram substanciais para identificar potenciais causas de perda e, para entender a frequência e relevância desses acontecimentos, foi aplicado um questionário junto aos colaboradores dos setores de compra, venda, estoque e transporte, e também analisados relatórios de perda, compra e venda, em valores, da empresa em estudo. Assim, com base nos resultados e buscando contribuir com a teoria existente, à luz dos 3 R’s da sustentabilidade - reduzir, reutilizar e reciclar, foram propostas neste trabalho algumas estratégias que as organizações podem realizar para mitigar as perdas de FLV e seus efeitos financeiros. Entre os principais resultados encontrados na pesquisa, pode-se salientar pouca preparação ou mal treinamento dos funcionários para lidar com os produtos em pauta, complicações para manter a boa acurácia do estoque e manejo inapropriado dos produtos também por parte dos fornecedores, reduzindo a qualidade das mercadorias. Com o estudo foi retificado que a melhoria dos métodos logísticos ao lidar com FLV é necessária em toda a cadeia produtiva – sugestão para pesquisas futuras –, e pode acarretar significativamente na preservação do lucro e aumento da competitividade de uma empresa que comercialize estes produtos.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentFaculdade de Administração e Ciências Contábeispt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAOpt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Administração

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TTLouzada.pdf635.77 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.